12/09/2013 - AUDI NANUK QUATTRO CONCEPT É DESTAQUE NO SALÃO DE FRANKFURT

- Com design inovador, carro-conceito combina a dinâmica de um carro esportivo de alto desempenho com a versatilidade de um crossover.

- Motor 5.0 V10 TDI desenvolve 544 cv de potência e 1.000 Nm de torque. 

- Aceleração de 0 a 100 km / h é feita em apenas 3,8 segundos.

- Direção integral: a chave para a agilidade e a estabilidade.

 

Esportividade em um novo formato: a Audi está apresentando o show car Audi Nanuk quattro concept no Salão do Automóvel de Frankfurt. O crossover conceito combina a dinâmica de um carro esportivo de alta performance com a expertise Audi na tecnologia quattro, seja na estrada, na pista de corrida e também no off-road . O motor V10 TDI define novos parâmetros de potência e eficiência.

A montadora alemã desenvolveu o Audi Nanuk quattro concept em colaboração com os designers da Italdesign Giugiaro. O resultado é um carro esportivo para qualquer situação e superfície, seja em uma pista de corrida, numa rodovia ou em uma sinuosa estrada com areia ou neve. O show car combina a dinâmica de um carro esportivo com motor central com a versatilidade de um veículo recreativo.

O veículo de dois lugares é equipado com um motor V10 TDI, recém-desenvolvido, instalado longitudinalmente na frente do eixo traseiro. O potente propulsor a diesel de 5.0 litros produz 544 cv de potência e oferece 1.000 Nm de torque a partir de apenas 1.500 rpm. A unidade biturbo é controlada por meio do Sistema Audi Valvelift (AVS). O sistema common rail opera com pressão de injeção de 2.500 bar. A transmissão reforçada de sete velocidades S tronic, localizada atrás do motor, transfere o torque para um sistema de transmissão quattro especialmente projetado.

O show car Audi Nanuk quattro concept pesa cerca de 1.900 kg e acelera de 0 a 100 km / h em 3,8 segundos, com velocidade máxima de 305 km / h. O gerenciamento térmico inovador, com seus ciclos de refrigeração separados e a bomba de óleo regulada contínua contribuem para a excelente eficiência, com consumo de combustível de apenas 7,8 litros por 100 km, em média.

Triângulos duplos guiam as rodas de 22 polegadas, calçadas com pneus 235/50, na dianteira, e 295/45, na traseira. Os discos de freio de cerâmica reforçados com fibra de carbono podem resistir a altas temperaturas e são extremamente resistentes à abrasividade.

A suspensão a ar adaptativa, com amortecedores controlados eletronicamente, apresenta a próxima geração de tecnologia da Audi. O motorista pode ajustar manualmente a distância do solo do carro-conceito em três etapas: normal, 30 milímetros mais baixa ou 40 milímetros mais elevada. O sistema também controla o nível da carroceria baseado na velocidade de condução e nos dados da rota fornecidos pelo sistema de navegação. Na estrada, por exemplo, a carroceria continua rebaixada, mesmo quando o Audi Nanuk quattro concept está movendo-se lentamente. Ele é elevado automaticamente quando entra em uma estrada de cascalho.

Outro destaque tecnológico do show car é a direção integral, que resolve o conflito clássico entre comportamento dinâmico e estabilidade. O sistema combina a direção dinâmica no eixo dianteiro que, entre outras funções, pode intervir nas curvas rápidas para maior estabilidade, com direção suplementar para as rodas traseiras. Atuadores separados ativam duas barras de direção.

Quando o motorista dirige em velocidades baixas a moderadas, as rodas traseiras viram até nove graus na direção oposta das rodas dianteiras. Isso encurta a distância entre-eixos virtualmente em cerca de 100 centímetros, reduzindo o raio de giro para aproximadamente 10 metros. A dirigibilidade torna-se mais ágil e o show car é bastante neutro em curvas.

Em velocidades mais elevadas, o sistema vira as rodas traseiras em até 2,5 graus na mesma direção das rodas dianteiras. Isso amplia virtualmente a distância entre-eixos para cerca de 140 centímetros, para melhor estabilidade. Nas rodovias, o carro-conceito está firmemente colado à estrada, mesmo em curvas rápidas.

Design exterior

O Audi Nanuk quattro concept  tem distância entre-eixos de 2.710 milímetro; 4.541 milímetros  de comprimento; 1.990 milímetros de largura e 1.337 milímetros de altura. A estrutura da carroceira é leve, em alumínio, com tecnologia Audi Space Frame (ASF). Componentes feitos em polímero de fibra de carbono reforçado (CFRP) compõem a cobertura exterior, finalizada na cor Red Extreme.

Com formas exageradas e angulares, o Audi Nanuk quattro nanuk concept é uma escultura dinâmica, com grandes rodas, que abre um novo capítulo na linguagem de design da marca alemã. Na dianteira, recebeu uma versão plana da grade single-frame hexagonal, circundada por uma estrutura estreita de alumínio.

Luzes diurnas dinâmicas acentuam a assinatura Audi quando o carro é ligado e também servem como setas dinâmicas. Distinta é a transição entre os faróis baixos e altos, possível graças à nova tecnologia Audi Matrix LED. Com os faróis baixos, o show car surge com estilo clean e aberto. Já com faróis altos, parece mais rebaixado e focado.

As grandes entradas de ar foram deslocadas para a parte traseira. Três barras verticais estruturam o seu interior. A chapa que constitui a borda inferior do para-choque inclui fendas para fluxo de ar. Os quatro anéis da marca são montados na grade single-frame .

Os contornos dos para-lamas dominam a lateral do Audi Nanuk quattro concept . Na dianteira, forma uma borda pontiaguda, um recurso de design clássico da Audi. O contorno traseiro se estende como uma onda, e a coluna C flui suavemente para a parte de trás do carro. Na parte inferior, o modelo ganhou soleiras largas.

A porta é esculpida, com seções superiores e inferiores projetadas, enquanto a parte central é ligeiramente rebaixada. As portas se abrem para cima, em ângulo, e delicadas câmeras, em forma de asa, substituem os espelhos retrovisores externos. Por trás da abertura da porta localiza-se um grande sideblade (chapa lateral), vertical, similar ao do esportivo Audi R8, por onde entra o ar de admissão do motor V10 TDI. Uma segunda chapa menor, atrás da janela lateral, é móvel e facilita o fluxo de ar através do compartimento do motor.

A interação entre as superfícies protuberantes e rebaixadas continua na retaguarda do carro. A seção côncava estende-se por toda a largura do carro e integra os anéis Audi, as luzes traseiras e a terceira luz de freio, que funciona como uma faixa plana entre as luzes. A placa é montada em uma outra superfície embutida na parte inferior da traseira. O difusor abriga as duas saídas redondas de escape.

A grande janela traseira expõe o motor TDI. Toda a parte traseira pode ser aberta para cima, em uma peça única, como em um carro de corrida, para facilitar a manutenção. A bagagem dos ocupantes é guardada na parte da frente do carro, onde há espaço para dois carrinhos ou um saco de golfe.

Interior

O interior do Audi Nanuk quattro concept  foi reduzido ao essencial, com a arquitetura girando em torno do painel de instrumentos. Uma "ilha" de carbono acentua o cockpit e oferece ao motorista uma visão mais clara. O painel de instrumentos parece flutuar e enfatiza as linhas horizontais e a largura do carro. Ele é apoiado por estribos de alumínio no console central, que tem almofadas macias para descanso das pernas. Além disso, há numerosos compartimentos de armazenamento, em material macio, nas portas.

Todos os elementos de controle (incluindo os da suspensão a ar controlada eletronicamente), o touchwheel para navegação e funções multimídia e as setas estão concentrados no console no túnel central e no volante. Os bancos, com encostos rebatíveis, têm lateral pronunciada e encostos de cabeça integrados. Um telefone celular pode ser carregado no Audi phone box.

Ao invés de mostradores físicos e ponteiros, o show car recebeu um painel de instrumentos livremente programável. O motorista pode acessar uma variedade de displays e informações, como desejar. Dois pequenos monitores nas colunas A servem como espelhos externos digitais e exibem as imagens das câmeras nas portas. A mesma função é fornecida pelo visor montado no centro, que substitui o espelho retrovisor. O painel de instrumentos tem acabamento em alumínio escuro brilhante e os assentos, apoios de braço e painéis de porta são cobertos em couro cinza. O terceiro tipo de acabamento no interior do protótipo é o CFRP.

Confira as Fotos