03/12/2015 - LAMBORGHINI EGOISTA PODERÁ SEGUIR PARA PRODUÇÃO

Lamborghini Egoista foi apresentado no Salão de Genebra de 2013, pelas mãos de seu criador, Walter De Silva, com um duplo objetivo: comemorar o 50º aniversário da empresa e tornar-se o máximo expoente da filosofia da marca de Sant'Agata Bolognese. E agora, a Lamborghini registrou o seu nome, o que pode indicar suas intenções de levar o modelo à produção.

No entanto, também pode ser algo simples, com a marca italiana querendo apenas reservar esse nome para projetos futuros. “Eu quis prestar uma homenagem e pensei em um veículo que destacasse que os Lamborghinis são feitos sempre com paixão e com o coração, mais que com a cabeça”, disse De Silva depois de mostrá-lo pela primeira vez ao público.

Deixando de lado sua particular estética há muito que contar. Para começar, seu motor, situado em posição central, é o mesmo V10 5.2 que equipa o Lamborghini Gallardo, só que no Lamborghini Egoista a potência cresceu e chegou em 600 cv.

Sua carroceria, fabricada com materiais como o alumínio e a fibra de carbono, não deixa espaço para mais de um ocupante, portanto é um específico monolugar. Seu interior, idealizado pelo designer Stefan Sielaff, lembra - assim como muitas partes do carro - a um avião. Para entrar e sair do carro promete ser exatamente igual a um avião, que como é possível ver nas fotos, só é possível apoiar os pés em determinadas zonas devidamente sinalizadas dos painéis de sua carroceria, exatamente igual aos aviões.

Na época não foi divulgado o seu desempenho nem seu preço. Quando o Lamborghini Egoista foi apresentado, disseram que seria uma unidade única. Também não ficou claro na época se seria vendido ou se ficaria como propriedade da marca. Hoje sabemos que o Egoista está no Museo Lamborghini em Sant’Agata Bolognese.

A Lamborghini anunciou uma surpresa para o próximo Salão de Genebra, e longe de ser o Lamborghini Egoista de produção, tudo indica que será um Huracán com motor V12, 770 cv e tração integral. Este se chamaria 'Centenario LP770-4', seriam fabricadas somente 20 unidades e teria um preço de 1,7 milhões de euros. Modelo para celebrar os 100 anos do nascimento de Ferruccio Lamborghi.

Confira as Fotos