Notícia

06/12/2017 - NISSAN KICKS PRODUZIDO NO BRASIL ESTÁ PRONTO PARA ENCANTAR O MERCADO ARGENTINO

NISSAN KICKS PRODUZIDO NO BRASIL ESTÁ PRONTO PARA ENCANTAR O MERCADO ARGENTINO Imagens e fotos de carro

Argentina será o primeiro mercado da América Latina a receber o crossover feito no Complexo Industrial de Resende

A intensa paixão que transformou brasileiros e argentinos em rivais já se tornou uma tradição no mundo dos esportes, especialmente no futebol. Apesar disso, Brasil e Argentina têm uma sólida e duradoura colaboração na indústria automotiva. Nos dois países, o Nissan Kicks se tornou um sucesso de vendas e, até agora, o país vizinho o importava do México. No entanto, em breve as concessionárias argentinas começarão a vender o carro importado do Brasil.

Inspirado e desenhado para consumidores da América Latina, o Nissan Kicks foi lançado em agosto de 2016 e, desde então, já vendeu mais de 40 mil unidades em 22 países da região. Inicialmente fabricado no México, em abril deste ano o crossover passou a ser produzido no Complexo Industrial de Resende, para atender às demandas dos mercados latinos.

Menos de um ano após seu lançamento, o Nissan Kicks fabricado no Brasil iniciará sua jornada rumo a outros países da América Latina. A Argentina será o primeiro a receber o crossover, que chegará em quatro versões. O modelo manterá suas principais características, como o design moderno e a versatilidade, enquanto representa o conceito Mobilidade Inteligente da Nissan na região, com tecnologias como Visão 360° com sistema inteligente de câmeras, o Controle Inteligente de Chassi, o Alerta Inteligente de Colisão Frontal e o Detector de Objetos em Movimento, entre outros.

O programa de exportações do Complexo Industrial da Nissan, em Resende, já cobre oito mercados da região: Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai. O mercado argentino recebe aproximadamente 44% dos carros exportados de Resende. Os modelos Nissan March e Nissan Versa representam o programa até então, e o segundo responde por 57% do volume total de exportações de Resende.

“Em novembro deste ano, a Nissan alcançou a marca de 20 mil veículos. E a capacidade de abastecer os mercados externos com veículos brasileiros entrou, em julho deste ano, em um novo patamar, com a adoção do segundo turno de produção. Para isso, a empresa contratou 600 funcionários, que foram treinados para seguir seus padrões mundiais de Qualidade”, disse Hitoshi Mano, Vice-Presidente de Manufatura da Nissan na América Latina. “O programa de exportações de Resende começou em março de 2016, e a introdução do Nissan Kicks representa mais um grande passo para os planos de crescimento da Nissan na América Latina”, concluiu o executivo.


Autor: PlanetCarsZ