2019 - ROEWE i5

A Roewe, marca pertencente à chinesa SAIC Motor, tomou um caminho pouco habitual com seu modelo i5. Lançado há alguns meses em versão puramente elétrica com carroceria perua, agora o Roewe i5 estreia uma carroceria de quatro portas e um sistema de propulsão que utiliza um motor à gasolina convencional.

O novo Roewe i5 estreia uma linha de motores à gasolina composta por duas diferentes versões do propulsor de 1.5 litros e quatro cilindros, que em sua versão aspirada tem um rendimento de 120 cv e 140 Nm de torque máximo, enquanto que na versão turbo produz 169 cv de potência e um torque máximo de 260 Nm, esse último em combinação com uma transmissão automática de sete velocidades com dupla embreagem.

O fabricante chinês não confirmou se os motores à gasolina chegarão também à carroceria perua e inversamente, tampouco se sabe se o sistema de propulsão puramente elétrico estará disponível também para a carroceria sedan.

Em relação ao seu design exterior, não apresenta grandes diferenças em relação à carroceria familiar, além das lógicas diferenças na traseira que além de incorporar um porta-malas, estreia novas lanternas e para-choque. Além disso, a parte frontal também foi objeto de uma revisão, com grupos ópticos, grade e para-choque, ligeiramente modificados.

A versão elétrica do modelo, denominada Roewe Ei5, conta com uma autonomia superior aos 300 quilômetros de acordo com o ciclo de homologação NEDC e atualmente é um sucesso no mercado chinês, com vendas que no primeiro semestre desse ano de 2018 já acumulam um total de 272.900 unidades. Seu preço de entrada sem subsídios é de 213.800 yuans, o equivalente a cerca de 130.000 reais ao câmbio atual.

A Roewe é a marca que em 2006 sucedeu a Rover, mas em seguida a SAIC Motor adquiriu os ativos da empresa britânica que estava na bancarrota.

ROEWE i5