ATALANTA

Em 1937, Midge Wilbey fundou em Staines, Middlesex, a Atalanta Motors Ltd. com o objetivo de fabricar automóveis, e para isso contratou o engenheiro Albert Gough, que havia trabalhado na HGS Motors em 1935 e tinha anos de experiência na indústria automobilística, incluindo três anos como Engenheiro Chefe na Frazer Nash, onde projetou o motor Meadows.

Os motores utilizados nos Atalanta foram fabricados pela Bean Industries (antigos fabricantes de motores). O financiamento para o projeto veio de diversas fontes, incluindo o piloto de corridas Peter Whitehead, Dennis Poor, a senhora Midge Wilbey e Tim Scott. Os trabalhos começaram em um galpão atrás da Cafeteria Dexter em Staines High Street enquanto se construíam as novas instalações em London Road.

O primeiro modelo Atalanta de 1937 utilizou o novo motor de 4 cilindros com eixo comando de válvulas em duas versões distintas: 1.5 litros com 78 cv e 2.0 litros com 98 cv respectivamente. Os motores com 3 válvulas e duas velas por cilindro, eram parecidos aos que haviam equipado os carros da Frazer Nash, e opcionalmente podiam incorporar um sobrealimentador. O sobrealimentador do Atalanta podia ser ativado pelo condutor.

Opcionalmente também se podia escolher as transmissões de 3 ou 4 velocidades. O carro tinha um chassi tubular de aço e suspensão independente, sendo oferecido em duas versões de carroceria projetadas pela Abbott. A versão esportiva tinha capacidade para dois passageiros, e a versão Drophead Coupe dispunha de capacidade para outros dois passageiros na parte traseira.

Em 1938, como alternativa, a Atalanta desenvolveu um segundo modelo equipado com o motor V12 de 4.4 litros e 112 cv do Lincoln Zephyr, procedente dos EUA, que demonstrou ser mais eficiente. O modelo era acoplado a uma transmissão de 3 velocidades, e era oferecido em duas versões de carroceria, 2 lugares e 4 lugares, esta última com o chassi um pouco mais alongado.

Os carros da Atalanta eram muito caros e ao surgirem os primeiros conflitos da 2ª Guerra em 1939, a produção foi interrompida depois de ter fabricado somente 23 unidades.

A empresa se mudou para Chertsey e mudou seu nome para Atalanta Engineering Ltd., e seguiu suas atividades com outros tipos de negócio até os anos 90.

Carros Relacionados