AUSTIN HEALEY

A Austin Healey integra o grupo dos automóveis esportivos de mais sucesso produzidos no Reino Unido no período pós-guerra, junto com a Jaguar, MG e Triumph.

O projeto deve-se à inspiração de Donald Healey, nascido em 1898 em uma cidade costeira de Perranporth, Reino Unido.

Sua primeira paixão foi a aviação, e em 1915, participou como piloto na 1ª Guerra, ficando fora da mesma ao ter seu avião abatido na França em 1917.

Finalizada a guerra, regressa a sua cidade natal, instala uma oficina ao lado do armazém de seu pai e começa sua longa e rica trajetória no automobilismo, como mecânico, preparador, piloto e projetista.

Participa em muitas corridas e rallys com diversas marcas, destacando-se com sua vitória em Montecarlo em 1931 com um Invicta.

Primeiro trabalhou para a Riley e depois para a Triumph, mas seu verdadeiro objetivo era projetar e fabricar seus próprios automóveis, meta que finalmente conseguiu em Warwick. Ali nasceu o primeiro protótipo em 1946, produzindo depois o Healey Silverstone, o Nash Healey e o Healey Alvis. Mas seu grande veículo estava ainda por nascer.

Healey entendeu que o objetivo era conseguir um automóvel que cobrisse a brecha existente no mercado entre o grande Jaguar XK-120 e o pequeno MG TD e por essa razão desenvolve o Healey 100, apresentado em Londres em 1952, com um motor Austin de 4 cilindros e 2.6 litros.

Naquela época, Donald Healey era auxiliado por seu filho Geoffrey, que era engenheiro de profissão, por Larry Bilbie e Gerry Coker na engenharia e projeto, respectivamente.

Healey não estava satisfeito com a aparência da grade dianteira e em uma exposição escondeu a mesma colocando postes na frente do carro. No entanto, o veículo impressionou favoravelmente ao Diretor da British Motor Company, empresa que surgiu em 1952 da fusão da Austin com a Morris.

A BMC não contava naquele momento com um veículo esportivo de sucesso, portanto propõe a Donald Healey rebatizar o modelo como Austin Healey, reduzir seu preço e assumir sua fabricação em massa.

Healey aceitou, e enquanto não começava a produção em série na planta da BMC, Healey fabricou pequenas quantidades em sua sede de Warwick.

Um desses veículos recebeu o prêmio de carro do ano em New York em 1953. Era realmente um bom começo. Com o modelo já em produção na fábrica da BMC, Healey dedica então seus esforços efetuando preparações sobre os veículos e realizando provas especiais.

Em 1953, no deserto de Utah, nos EUA, com um modelo 100 especialmente preparado, consegue atingir a velocidade de 240 km/h.

Em 1954 consegue em Sebring a terceira colocação geral e primeira em sua categoria, de modo que o modelo consegue atingir uma grande popularidade. Participou também em várias ocasiões da Mille Miglia italiana e em Le Mans na França, sempre com destacados resultados.

Em 1954, novamente em Utah (EUA) com um modelo 100 sobrealimentado, consegue a marca de 310 km/h. Healey conduzia pessoalmente seus carros durante essas provas.

O primeiro modelo, denominado 100/4 por sua velocidade máxima de 100 mph e pela quantidade de cilindros, foi fabricado sem versões até 1955. A transmissão de 3 velocidades é substituída então por una de 4 com sobremarcha elétrica. Mas a partir de 1956, e para desgosto de Healey e sua família, a BMC introduz modificações importantes tanto na carroceria como na mecânica.

Tanto é assim que se utilizam motores de maior cilindrada, desaparece a tradicional grade, se acrescentam pequenos assentos na parte traseira, até que o chamado 3000, último modelo fabricado, é descontinuado em 1968.

Outras peculiaridades do veículo podem ser destacadas: o para-brisas pode modificar-se de posição, inclinando para conseguir uma melhor penetração aerodinâmica, a abertura das portas somente pode ser efetuada pelo interior, conta com dois carburadores SU, a alimentação elétrica é feita mediante 2 baterias de 6 volts conectadas em série, a ignição é Lucas, a capacidade do tanque de gasolina é de 55 litros, o peso vazio é de 987 kg, mede 3.830 mm de comprimento e a altura com capota é de 1.240 mm com uma potência de 90 cv a 4.000 rpm.

Carros Relacionados