AUDI ROSEMEYER CONCEPT

2000 - AUDI ROSEMEYER CONCEPT

AUDI ROSEMEYER CONCEPT imagens e fotos de carros

Com a chegada do novo milênio, a Audi quis prestar homenagem ao seu legado em competições ao longo do século XX e apresentar uma visão do primeiro superdesportivo que poderia trazer ao mundo. Nascia dessa ideia o Audi Rosemeyer Concept, ou Audi Project Rosemeyer. Embora jamais tivesse chegado à produção, serviu para que a marca dos quatro aros mostrasse à indústria e ao mundo inteiro, seu potencial para dar um salto ao segmento dos superesportivos, um segmento que veria sua primeira interação com o Audi R8 no ano de 2007, embora já no ano de 2003 tivesse apresentado o Audi Le Mans quattro Concept como seu protótipo original.

Bernd Rosemeyer, um dos pilotos da era Auto Union, faleceu em 28 de janeiro de 1938 em um acidente enquanto tentava bater o recorde mundial de velocidade na autopista que une Darmstadt a Frankfurt. O nome foi adotado para este superesportivo 62 anos mais tarde como uma forma de prestar tributo a um dos pilotos que mais lealdade mostrou à empresa. Enquanto isso, o protótipo mostrava-se como um alarde tecnológico para a época, capaz de dar uma piscada aos clássicos Auto Union e uma demonstração do potencial da Audi.

Seu design se caracterizava por uma grade em forma de ferradura que lembra a Bugatti, pelos faróis quadrados que evocam os que equipavam a primeira geração do Audi TT, por sua marcada cintura e a caída do teto, que se tornava a cobertura do motor e se fundia com a traseira. Estes eram os pontos principais que apresentava o design dos ‘Flechas de Prata’ no período entre guerras. Além disso, também apresentava o mesmo acabamento exterior, sem nenhum tipo de pintura, tão somente alumínio vivo polido em acabamento fosco. Um conjunto de rodas de 20 polegadas cobria um sistema de freios com discos perfurados.

Seu design aerodinâmico buscava o máximo rendimento em qualquer situação, por isso que o seu aspecto foi otimizado por linhas geométricas, entradas de ar retangulares, arcos de roda semicirculares e um teto em forma de cúpula. Os espelhos foram eliminados da carroceria como na maioria dos protótipos, mas nesse caso o Audi Rosemeyer Concept recorria a essa técnica para melhorar a aerodinâmica, mas foi instalado um sistema de câmeras integrado que eram visualizadas através de telas no interior, algo que podemos ver hoje em outros veículos atuais, como o BMW i8 Mirrorless Concept, apresentado no CES 2016.

O interior do Projeto Rosemeyer mostrava uma combinação de elementos de fibra de carbono no painel, além do alumínio e de um material denominado Nomex encontrados no piso e no teto do veículo. O vidro panorâmico dianteiro garantia a entrada de luz suficiente no habitáculo, enquanto que a janela que separa o habitáculo na parte traseira mostra uma imagem do potente motor situado em posição central, algo que pudemos ver já em 2005 com a chegada do Bugatti Veyron.

E precisamente com o famoso Veyron é que ele guarda uma grande relação, não só no desenho, mas também em relação à mecânica. Para o protótipo da Audi foi escolhido o propulsor que dava vida ao Veyron e que atualmente equipa o Bugatti Chiron. O motor W16 de 8.0 litros se situava em posição central, mas que em vez de equipar quatro turbos como hoje, seguia sendo aspirado naturalmente, por isso que a potência se limitava a 710 cv e o torque a 761 Nm. Como qualquer bom Audi que se preze, a potência era enviada ao asfalto através do sistema de tração total quattro, que por sua vez se unia ao propulsor através de uma transmissão manual de seis velocidades.

Entretanto, a marca de Ingolstadt jamais levou o Rosemeyer Concept à produção, uma ação justificada pelos elevados custos de produção para a marca na época, além do que, o pessoal da Audi não quis criar um veículo que rivalizasse com a oferta da Lamborghini, que havia sido adquirida pelo Grupo Volkswagen nos final dos anos 90. De qualquer maneira, o Audi R8 atual, que tanta relação guardou com o Gallardo em sua primeira geração e com o atual Lamborghini Huracán, pode se considerado como o sucessor direto do Audi Rosemeyer Concept.