FORD MUSTANG ELECTRIC BY CHARGE

2018 - FORD MUSTANG ELECTRIC BY CHARGE

FORD MUSTANG ELECTRIC BY CHARGE imagens e fotos de carros

A Charge, uma empresa sediada no Reino Unido, acaba de se juntar à Arrival e à Michelin para transformar Ford Mustangs da década de 60 em clássicos elétricos.

Neste caso, a transformação contou com engenheiros qualificados que já passaram pela Williams F1, pela McLaren Automotive e pela Jaguar Land Rover, mas o importante é que esse projeto é muito mais do que uma simples conversão de um automóvel com motor a combustão para elétrico.

É que essa pequena empresa britânica, que usa carrocerias Fastback e Convertible oficiais, quer transformar esse Ford Mustang elétrico em um automóvel de produção e promete fabricar 499 exemplares.

A imagem mantém-se fiel ao icônico Mustang dos anos 60, mas a Charge instalou uma nova grade dianteira, novos grupos ópticos e rodas exclusivas com 10 raios. Ainda assim, todo o resto foi modificado, desde o sistema propulsor até o habitáculo.

O grande destaque dessa versão é, como não poderia deixar de ser, o sistema propulsor. O motor a combustão original foi substituído por uma unidade elétrica que consiste em mais do que um propulsor e um pack de baterias de 64 kWh de capacidade.

Assim, esse Mustang elétrico produz uma potência equivalente a 407 cv e 1.200 Nm de torque máximo, números que lhe permitem acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3.1 segundos e apresentar uma autonomia por volta de 200 quilómetros.

Da mesma maneira como aconteceu com a imagem exterior e com a mecânica, a Charge quis combinar no interior uma imagem retro com tecnologia moderna e o resultado não poderia ser melhor. Embora não contemos com as imagens do habitáculo, o preparador informa que ele está forrado com couro da mais elevada qualidade, um volante de inspiração retro e com elementos cromados, uma enorme tela central e um painel de instrumentos digital.

Esse Ford Mustang elétrico não será barato, já que a Charge está pedindo 204.000 libras esterlinas por cada uma das 499 unidades. As primeiras entregas estão marcadas para setembro do próximo ano, mas até lá a marca organizará eventos de demonstração em cidades como Londres, New York, Los Angeles, Tokyo e Xangai.