JAGUAR E-TYPE ZERO CONCEPT

2017 - JAGUAR E-TYPE ZERO CONCEPT

JAGUAR E-TYPE ZERO CONCEPT imagens e fotos de carros

A marca britânica revelou uma das surpresas que preparou para o Jaguar Land Rover Tech Fest, um evento que abre suas portas amanhã na cidade de Londres, e que receberá os visitantes até o próximo dia 10 de setembro. Trata-se do Jaguar E-Type Zero Concept, um Jaguar E-Type clássico que o departamento de clássicos da marca substituiu a mecânica de combustão, um motor de seis cilindros em linha a gasolina, por um potente motor elétrico e um conjunto de baterias de lítio.

À primeira vista, o resultado é de um Jaguar E-Type convencional. Não há nada que revele, dando uma primeira olhada, que estamos diante de um veículo tão modificado. No entanto, alguns detalhes delatam sua particular natureza, e o mais evidente, a ausência dos belos escapes do E-Type, além de um novo painel de instrumentos e os novos faróis LED, que embora pareçam ser os originais, foram substituídos por motivos de eficiência energética.

A Jaguar substituiu o motor de seis cilindros XK, motor presente em muitos modelos da marca de 1949 até 1992, por um novo motor elétrico de 300 cv (220 kW) posicionado da mesma maneira que o bloco original, de maneira longitudinal. Segundo a marca, este é o primeiro modelo de um projeto que pretendem comercializar, por isso e que veremos em breve mais unidades como esta. Além disso, conforme informa a Jaguar em seu comunicado de imprensa, com esse esquema é possível modificar qualquer clássico da marca que utilize o motor XK, do próprio E-Type, até os XK120, Mark II e o mais recente XJ6. Portanto, o leque de possibilidades poderá ser muito amplo.

De acordo com a Jaguar, a adição dessa mecânica e suas correspondentes baterias não alteram a divisão de peso do modelo, entretanto, o peso total do conjunto não só não subiu, como é 46 quilos mais leve que o E-Type Series I original. A potência do motor combinada com o novo peso permite que o Zero seja também mais rápido que o E-Type convencional, pois é capaz de alcançar os 100 km/h em somente 5.5 segundos, um segundo mais rápido que o modelo clássico. A Jaguar não revelou as especificações da bateria, somente a sua autonomia, que promete rodar em condições de uso real cerca de 270 quilômetros, nada mal para uma conversão desse tipo.

No interior é onde encontramos mais mudanças, pois o painel de instrumentos foi substituído por um do tipo digital, mas com formas arredondadas, além de acrescentar uma grande tela no centro do painel e um renovado túnel central com uma peça plana de metal como cobertura, com os novos comandos e botões.

A intenção da Jaguar é testar a reação dos clientes com esse modelo, de forma que se a resposta for positiva, colocarão em marcha o projeto e em princípio, poderão comercializar unidades do E-Type com essa conversão elétrica. Também não está descartado que aceitem pedidos de outros modelos equipados com o motor de seis cilindros XK, como o XK120 e o Mark II.