JAGUAR XK120 'JABBEKE' SPECIAL

1952 - JAGUAR XK120 'JABBEKE' SPECIAL

JAGUAR XK120 'JABBEKE' SPECIAL  imagens e fotos de carros

Este raro Jaguar XK120, com o seu famoso teto 'bolha' de perspex, é conhecido como o XK 'Jabbeke', famoso pelo recorde de velocidade em terra no ano de 1953, atingindo a marca de 280 km/h na 'Flying Mile' localizada em um trecho de uma autoestrada em Jabbeke, na Bélgica.

Fabricado em 1952, o XK120 registrado e conhecido como MDU 524, iniciou sua trajetória como um Jaguar de competição original e passou a participar do desafiador 'Rally International des Alpes', como sendo seu primeiro passeio competitivo.

No entanto, o verdadeiro feito do MDU deu-se sob o comando do então piloto de testes e desenvolvimento da Jaguar, Norman Dewis (aparecendo nas fotos), que levou o carro ao recorde mundial de velocidade em 1953, atingindo no início do ano a marca de 230 km/h em um trecho de uma autoestrada na região de Jabbeke, na Bélgica.

Ainda em abril daquele mesmo ano, o Jaguar havia perdido o título para um Pegaso V8, que foi cronometrado em pouco mais de 240 km/h no mesmo trecho. Querendo recuperar o título de velocidade em terra, a Jaguar então resolveu modificar o carro, melhorando sua aerodinâmica e com isso aumentando a sua velocidade máxima.

A mais notável dessas mudanças foi a 'bolha' de perspex, um material acrílico, que passava por cima da cabeça de Norman durante a segunda tentativa. Após o seu regresso à autoestrada de Jabbeke no final do mesmo ano, o desempenho do XK120 foi surpreendente e superou qualquer expectativa, com o carro atingindo a incrível velocidade máxima de 280 km/h e recuperando o recorde mundial para do 'Flying Mile'.

Logo em seguida ao seu recorde em 1953, a Jaguar vendeu o MDU 524, que foi posteriormente utilizado em eventos de clubes de competição e corridas, o que resultou na perda de algumas das suas modificações aerodinâmicas e mecânicas.

Em 2011, o 'MDU' foi submetido a uma extensa reforma de 18 meses feita pela JD Classics, empresa especialista na restauração de carros clássicos localizada em Essex, no Reino Unido. Seu proprietário americano quis que o Jaguar voltasse a ser o mesmo original que bateu o recorde em 1953, com todas as especificações aerodinâmicas, inclusive a 'bolha' de perspex. Também o motor foi restaurado nos padrões da época com o sistema de indução de ar forçado no carburador, além de componentes da suspensão fabricados em material de liga leve.