JEEP CHEROKEE EU VERSION

2019 - JEEP CHEROKEE EU VERSION

JEEP CHEROKEE EU VERSION imagens e fotos de carros

O Jeep Cherokee é um dos crossovers médios mais autênticos e ao mesmo tempo mais incompreendidos de seu segmento. Talvez essa imagem venha da terceira geração que esteve à venda entre os anos de 2007 e 2013, pois sua qualidade de fabricação e mecânica deixaram muito a desejar. Por isso, quando nasceu o Grupo FCA e foi apresentada em 2014 a quarta geração do Cherokee, as coisas mudaram substancialmente.

No final do ano passado tivemos a oportunidade de conhecer o restyling que a Jeep havia aplicado ao seu todo-terreno médio. A apresentação oficial para o mercado europeu aconteceu na última edição do Salão de Genebra, mas foi somente agora que chegou ao mercado do velho continente.

A principal mudança exterior que o Jeep Cherokee recebeu centrou-se em seus grupos ópticos. Quando em 2014 foi apresentada a quarta geração, a controvérsia gerada por seus faróis divididos em dois grupos foi relevante. Agora passaram a estar unificados em um único conjunto com tecnologia Full LED que posiciona a luz de condução diurna na parte superior. O para-choque, que mostra um novo desenho, se une à típica grade com sete barras e faróis antineblina rodeados por molduras cromadas.

A vista lateral se mantém praticamente sem mudanças significativas. Nela chama atenção as rodas de liga leve de novo desenho, que podem ser de até 19 polegadas para o acabamento Overland. Os arcos de roda e linhas de tensão que dão forma à carroceria marcam um conjunto musculoso que pode ser vestido com até 10 tonalidades, entre as quais se encontram as novas cores Verde Olive e Branco Pearl.

A traseira do Cherokee europeu também sofreu mudanças que modernizam o conjunto. Nela, as lanternas incluem luz de condução diurna graças à tecnologia LED. A tampa do porta-malas também se atualiza realocando a maçaneta de abertura em uma parte superior e mais acessível à mão do usuário. Além disso, a abertura da tampa pode ser de forma opcional de mãos livres, ativando-se mediante a passagem do pé por debaixo do renovado para-choque.

Em relação ao exterior, as mudanças recebidas no interior do Jeep Cherokee são mais sutis, pois as linhas básicas que definem sua fisionomia em nada mudaram. A principal mudança que pode ser apreciada se concentra nos materiais que recobrem as principais superfícies do painel. Destacam-se as inserções em Piano Black e Satin Chrome em diversos elementos.

O quadro de instrumentos configurável pode contar com uma tela LED (TFT) de 3.5 polegadas em escala de cinzas ou uma tela com as mesmas características, mas de 7.0 polegadas e a cores. Nela, o condutor pode visualizar informação relativa à condução, como a navegação, computador de bordo, controle de cruzeiro adaptativo, o sistema de tração total e as ajudas ativas à condução.

O espaço disponível no habitáculo tampouco foi alterado, mantendo-se na média de seu segmento. Graças à incorporação de um teto panorâmico de vidro, a sensação de alívio é superior, situação que se evidencia com os novos estofamentos na cor Marfil. Onde há mudança é na capacidade do seu porta-malas, que foi incrementado em 70 litros para alcançar um volume total (até a cobertura das bagagens) de 570 litros.

As possibilidades de equipamento do renovado Jeep Cherokee são muito mais completas que na versão anterior. Em função do equipamento selecionado, o Cherokee pode incluir o sistema de infotainment Uconnect ou Uconnect NAV com tela táctil de 7.0 ou 8.4 polegadas de tamanho. Graças à última atualização desse sistema, foram incluídos Apple CarPlay e Android Auto, assim como uma nova geração de Serviços Uconnect LIVE da Jeep, disponíveis na versão NAV.

A partir do acabamento de acesso, denominado Longitude, o Cherokee inclui elementos como aviso de colisão frontal Plus com frenagem de emergência e detecção de pedestres, detector de ângulo morto com controle de cruzamento na zona traseira, sistema LaneSense de aviso de saída de faixa, controle de frenagem avançado e limitador de velocidade ativo, oito airbags, câmera de visão traseira ParkView e controle eletrônico de estabilidade (ESC) com alívio eletrônico do balanço.

Nos acabamentos superiores Limited e Overland, o Cherokee inclui de série ajudas como o sistema ParkSense de auxílio ao estacionamento em paralelo e controle de cruzeiro adaptativo Plus com Stop & Go. A eles é preciso acrescentar diferentes elementos de conforto, personalização e sistemas de tração total.

A linha mecânica da renovada família Cherokee é composta por uma motorização diesel (MultiJet II) com quatro cilindros e turbo de 2.2 litros. A potência varia dependendo da transmissão escolhida. Se a opção for a versão manual com seis velocidades produz 150 cv e 350 Nm de torque, número que se eleva até os 195 cv e 450 Nm de torque no caso da versão com transmissão automática de nove relações.

A linha de motores será complementada ainda mais no próximo ano com a incorporação de um novo bloco a gasolina de 2.0 litros e quatro cilindros em linha turbo com injeção direta, que desenvolve 270 cv estimados e garante um desempenho excepcional e uma grande eficiência de combustível. Fora da Europa conta com um motor a gasolina Pentastar V6 de 3.2 litros com 272 cv de potência junto com o bloco Tigershark MultiAir II de 2.4 litros e 177 cv.

As habilidades off-road são indiscutíveis, pois o cliente pode selecionar entre três sistemas de tração total e tecnologia de desconexão do eixo traseiro. O sistema mais simples se denomina Jeep Active Drive I, para ser mais completo na versão Active Drive II. Por último, o sistema Jeep Active Drive Lock permite um bloqueio total do eixo traseiro, melhorando as capacidades do Cherokee no campo. O sistema Selec-Terrain e a desconexão do eixo traseiro estarão disponíveis para um melhor controle do consumo.



11/09/2018

O RENOVADO JEEP CHEROKEE ESTREIA NO MERCADO EUROPEU