LOTUS M90/X100

1984 - LOTUS M90/X100

LOTUS M90/X100 imagens e fotos de carros

Esse pequeno Lotus que surgiu à venda em Seabrook (Texas), é uma pequena, mas importante peça da história da marca britânica. Trata-se do protótipo e único exemplar fabricado do último projeto em que Colin Chapman fez parte. Denominado inicialmente M90, após o falecimento de Chapman foi rebatizado como X100.

As intenções originais contemplavam criar um substituto natural para o Lotus Elan de primeira geração, mas o falecimento do fundador da marca e as dificuldades econômicas que sofria a empresa naquela época, paralisaram o projeto. Pouco tempo depois o projeto foi retomado, já com o novo nome, e redesenhado como um veículo de carroceria aberta no lugar do formato coupe, originalmente planejado. E com todas as intenções de fabricá-lo em série, foi montado o primeiro protótipo. No final, a única unidade fabricada, e que agora está à venda nos Estados Unidos.

Por um preço de 86.000 dólares, surge um magnífico roadster 2+2 com linhas próprias do início da década de 80, desenhado com linhas retas, ângulos muito pronunciados e superfícies planas por todos os lados, além dos inevitáveis faróis retráteis, senha de identidade de qualquer modelo de aspirações esportivas na época.

Como essa unidade chegou até o Texas é um mistério, mas pelo que comenta o vendedor, foi objeto de uma restauração completa. Na verdade, há até uma foto do chassi descoberto, uma estrutura em X inspirada no chassi do Elan original supostamente tomada durante as tarefas de recondicionamento. Daí que o estado do exemplar seja quase perfeito.

Construído de forma manual, esse protótipo está repleto de elementos de origem Toyota. Desde o motor, um bloco 4AGE de 1.6 litros e cerca de 125 cv procedente de um Corolla GT, até a transmissão manual de 5 velocidades e alguns elementos da suspensão, assim como as próprias rodas, onde aparece claramente o emblema da marca japonesa. Não é raro que a marca britânica utilize elementos mecânicos da marca japonesa, já que nessa época colaborou com a Toyota em mais de uma ocasião, como é o caso do Lotus Excel.

Sua potência pode parecer pouca para os padrões atuais, mas levando em conta que esse exemplar único é de 1984 e que pesa somente 895 quilos, podemos assegurar que para a época podia oferecer um desempenho e provavelmente um comportamento mais do que respeitáveis.