MERCEDES-BENZ GLC

2020 - MERCEDES-BENZ GLC

MERCEDES-BENZ GLC imagens e fotos de carros

O concorrente direto do BMW X3 já está no mercado há três anos e por isso a Mercedes-Benz decidiu efetuar uma atualização de meio ciclo de vida ao GLC.

O sucesso do modelo exige que a Mercedes-Benz não descuide e por isso trouxe essa versão atualizada do GLC, o sucessor do GLK. O novo modelo será revelado na próxima semana em Genebra, chegará ao mercado no início do verão europeu e oferece algumas novidades no estilo, nos equipamentos e na tecnologia.

Exteriormente, o GLC mostra para-choques renovados, uma nova grade dianteira, faróis em LED redesenhados e lanternas traseiras também de novo desenho, além disso, foi introduzida uma nova linha de rodas. Passa a estar disponível também a AMG Line, que altera a grade, e para-choque dianteiro, as saídas de escape passam a ser retangulares e as rodas nas medidas 19 e 20 polegadas são de desenho exclusivo.

Em relação ao interior, o GLC ficou praticamente sem alterações, recebendo novos revestimentos e várias funções foram atualizadas, especificamente, a adoção do Mercedes MBUX (Hey Mercedes!). O volante passa a ser o multifuncional já visto em outras linhas da marca de Stuttgart. O painel de instrumentos conta com uma tela de 12.3 polegadas e em cima do console central surge uma tela táctil de 7.0 ou 10.3 polegadas, conforme a versão ou a opção do cliente.

Como acontece no B Class, o GLC trocou o comando rotativo do sistema de infotainment e conectividade por um ‘touch pad’ e há a opção de controle por voz ou por gestos. E pela primeira vez, o GLC tem acesso e partida mãos livres e um carregador sem fios para smartphones opcional. A versão AMG Line adicionará detalhes mais esportivos com bancos e alguns detalhes de acabamento e decoração.

Além disso, outra novidade é a possibilidade de encomendar o GLC com uma completa oferta de sistemas de segurança e ajuda à condução, com o ‘Active Distance Assist Distronic’ que monitora e ajusta a velocidade através da frenagem automática na chegada a cruzamentos ou em curvas de menor visibilidade.

Mecanicamente, o GLC recebe novos motores, um deles um ‘mild hybrid’ com dois níveis de potência e um bloco diesel com três níveis de potência. O primeiro é com base no bloco 2.0 litros M264 e gera 197 cv (GLC 200 4 Matic) ou 258 cv (GLC 300 4Matic) com 280 e 370 Nm de torque, respectivamente. Ambos contam com o EQ Boost, o sistema ‘mild hybrid’ da Mercedes-Benz com motor de arranque/alternador/motor elétrico e tecnologia de 48 volts, que oferece 10 kW de potência e 150 Nm de torque extra ao motor de combustão interna.  

Pelo lado diesel, o GLC recebe o motor de 2.0 litros OM 654, uma unidade nova que surge com três níveis de potência: 163 cv (GLC 200d 4Matic), 194 cv (GLC 220d 4Matic) e 245 cv (GLC 300d 4Matic), e três níveis de torque, 360, 400 e 500 Nm respectivamente.

Todos os motores estão acoplados a uma transmissão automática de 9 velocidades com conversor de torque e um novo sistema de tração integral 4Matic que a Mercedes-Benz alega ser mais eficaz fora de estrada. Assim, as motorizações EQ Boost consomem entre 14 e 13.5 km/l com emissões entre as 161 e 169 g/km de CO2, enquanto que as versões diesel têm consumos, respectivamente, de 19.2, 18.1 e 17.2 km/l, com emissões entre 137 e 153 g/km de CO2.

O condutor terá à sua disposição cinco modos de condução - Eco, Comfort, Sport, Sport+ e Individual - que fazem parte do sistema Dynamic Select, que pode receber os modos Off Road e Off Road+, caso o cliente opte pelo pacote Off Road Engineering. O GLC passa a contar, pela primeira vez, com a suspensão Dynamic Body Control com amortecedores ajustáveis, que podem ser combinados com a direção esportiva e o sistema de monitoramento de reboques ‘Trailer Monitoring Assist’, tudo como equipamento opcional. Mais tarde, chegarão mais opções em termos de motorização.