PORSCHE 911 RSR

2017 - PORSCHE 911 RSR

PORSCHE 911 RSR imagens e fotos de carros

A Porsche disputará a temporada de 2017 com um GT de competições totalmente novo. O novo 911 RSR utiliza toda a amplitude do regulamento da categoria GT da corrida 24 Horas de Le Mans, e juntamente com o design sistemático de baixo peso, traz o ultramoderno motor horizontal de seis cilindros posicionado à frente do eixo traseiro. A unidade de 4.0 litros, extremamente leve, agrega itens como injeção direta de combustível assim como um comando de válvulas rígido e se caracteriza por sua extrema eficiência. O novo 911 RSR estreará nas 24 Horas de Daytona, nos Estados Unidos, em janeiro de 2017.

“Mesmo mantendo o típico design do 911, esta é a maior evolução até agora na história de nosso modelo GT topo de linha”, afirma o diretor da Porsche Motorsport, Dr. Frank Steffen Walliser. O novo 911 RSR é fruto de um desenvolvimento completamente novo: a suspensão, estrutura da carroceria, conceito aerodinâmico, motor e transmissão foram todos projetados desde o primeiro esboço. O conceito do motor permitiu aos designers instalarem um difusor aerodinâmico traseiro especialmente grande. Combinado com a asa traseira montada acima, derivada do protótipo de competições LMP1, o 919 Hybrid, ele eleva significativamente a força vertical e a eficiência aerodinâmica.

“Para o 911 RSR, focamos intencionalmente em um motor naturalmente aspirado especialmente moderno e leve, que deu aos nossos engenheiros uma imensa flexibilidade ao desenvolver o veículo”, explica o Dr. Walliser. “Fora isso, em princípio, o regulamento da LMGTE estabelece a absoluta igualdade de vários conceitos de propulsão, já que as características de torque dos motores turbo e aspirados são parelhas”. Dependendo do tamanho do restritor, o novo motor naturalmente aspirado gera em torno de 510 cv. Aletas para mudanças de marcha no volante comandam a transmissão de seis velocidades com carcaça de magnésio, que transmite a força do motor para as rodas traseiras que têm 31 centímetros de largura. A mudança para a nova geração de motores agora está completa: após o 911 GT3 R e o 911 GT3 Cup, o ponta de lança dos carros de corrida Porsche GT agora também é impulsionado pela mesma família de motores boxer seis-cilindros de vanguarda.

No passado, a Porsche já expandiu completamente os limites com o conceito do 911 em 1996, com o 911 GT1. E com muito sucesso, em 1998, o 911 GT1 conquistou a 16ª vitória da Porsche na classificação geral na corrida de 24 Horas de Le Mans. Na época, o veículo mais rápido no grid pertencia à classe GT1.

Pela primeira vez, um carro de corridas Porsche GT utiliza sistemas de assistência no estado da arte: o novo 911 RSR é equipado com um sistema de alerta de colisão apoiado por radar, o chamado ‘Sistema de Prevenção de Colisões’. Mesmo no escuro, os protótipos LMP1, que são mais rápidos, são detectados suficientemente cedo e confusões podem ser evitadas. Um novo conceito de gaiola protetora e um novo banco esportivo rigidamente montado aumentam a segurança do piloto. Com o banco preso ao chassi, a pedaleira agora pode ser movimentada longitudinalmente e ajustada para o tamanho de cada piloto.

A manutenção do novo 911 RSR também foi significativamente facilitada. Elementos inteiros da carroceria de fibra de carbono podem ser trocados completamente num tempo muito curto, graças à adoção de presilhas rápidas inteligentes. Além disso, mudanças na regulagem da suspensão podem ser executadas com muito mais rapidez e facilidade.

Com o novo visual do envoltório da carroceria, o 911 RSR se destaca numa nova direção: pela primeira vez, o GT de competição traz o novo design de fábrica que desenvolveu ainda mais a clara e dinâmica linguagem de design da Porsche Motorsport. De um ponto de vista superior, é possível vislumbrar uma ideia do perfil do emblema da Porsche. As cores básicas continuam sendo branco, vermelho e preto.

Na temporada de 2017, a fábrica espera competir com o novo 911 RSR em 19 corridas, equivalentes a mais de 140 horas de competição. Com dois carros de fábrica inscritos, a Porsche irá disputar o Campeonato Mundial de Endurance da FIA (WEC), que inclui as 24 Horas de Le Mans, assim como o campeonato IMSA Weathertech nos Estados Unidos. O novo carro de corrida irá celebrar sua estreia sob as mais duras condições na prova de abertura da IMSA em Daytona, nos dias 28 e 29 de janeiro. “Estamos muito bem preparados para isso”, afirma Marco Ujhasi, chefe da GT Works Sport. “Desde o primeiro teste de rodagem em Weissach, em março deste ano, rodamos 35 mil quilômetros testando em pistas de corrida na Europa e América do Norte. Isso é mais do que foi feito no desenvolvimento de qualquer outro Porsche GT de competição”.

Dados técnicos do Porsche 911 RSR 2017

Conceito
Veículo de competição monoposto para a categoria LMGTE

Peso/dimensões
Peso aprox. 1.243 kg (peso mínimo pelo regulamento)
Comprimento 4.557 mm (sem saia dianteira, asa traseira e difusor)
Largura 2.042 mm (eixo dianteiro) 2.048 mm (eixo traseiro)
Distância entre-eixos 2.516 mm

Motor
Seis-cilindros boxer resfriado a água, posicionado à frente do eixo traseiro; 4.000 cm³, curso 81,5 mm, diâmetro 102 mm; aprox. 510 cv dependendo do restritor; tecnologia de quatro válvulas; injeção direta de combustível; lubrificação por cárter seco; volante de massa única; limitação de potência por restritor, acelerador eletrônico.

Transmissão
Caixa de câmbio sequencial de seis velocidades com engrenamento permanente, layout longitudinal com dois eixos e engrenagem cônica; mudanças de marcha através de atuador eletrônico; aletas para mudanças de marcha no volante; carcaça do câmbio de magnésio; diferencial autoblocante multidiscos com unidade viscosa; embreagem de carbono de competição com três discos.

Carroceria
Chassi com peso otimizado em alumínio e aço; escotilha de teto removível para acesso ao cockpit; célula de combustível FT3 na dianteira do carro; gaiola de proteção contra capotagem soldada no chassi; banco de acordo com a norma FIA 8862-2009, rigidamente ligado ao chassi; cinto de segurança de seis pontos para uso com HANS (dispositivo de proteção para pescoço e cabeça); pedaleira ajustável longitudinalmente; carroceria de troca rápida feita de fibra de carbono reforçada com plástico; asa traseira com pilares ‘pescoço de cisne’; sistema de macacos pneumático com quatro apoios e válvula de pressão de segurança; sistema de extinção de incêndio acionado eletronicamente; para-brisa aquecido.

Suspensão
Eixo dianteiro: braços duplos em ‘V’; amortecedor de vibrações quadridirecional; molas helicoidais duplas (mola principal e mola auxiliar); barras antirrolagem ajustáveis por posicionamento de lâminas; direção com assistência eletro-hidráulica
Eixo traseiro: sub-chassi traseiro integrado com suspensão com braços duplos em ‘V’; amortecedor de vibrações de quadridirecional; molas helicoidais duplas (mola principal e mola auxiliar); barras antirrolagem ajustáveis por posicionamento de lâminas; direção com assistência eletro-hidráulica; semi-eixos com juntas tripóides.

Freios
Dois circuitos de frenagem independentes para os eixos dianteiro e traseiro, com equilíbrio ajustável por alavanca.
Eixo dianteiro: Pinças de alumínio em peça única com seis pistões com acoplamento rápido; discos de aço ventilados internamente com 390 mm de diâmetro; pastilhas de freios de competição; dutos de resfriamento dos freios otimizados.
Eixo traseiro: Pinças de alumínio em peça única com quatro pistões com acoplamento rápido; discos de aço ventilados internamente com 355 mm de diâmetro; pastilhas de freios de competição; dutos de resfriamento dos freios otimizados.

Rodas/pneus
Eixo dianteiro: Rodas de liga leve forjadas em peça única, 12.5Jx18 offset 25 com porca de fixação central; pneus Michelin slick 30/68-18.
Eixo traseiro: Rodas de liga leve forjadas em peça única, 13Jx18 offset 37 com porca de fixação central; pneus Michelin slick 31/71-18.

Sistema elétrico
Unidade Central de Conexão Cosworth; volante multifuncional de fibra de carbono reforçada com plástico com display integrado; Sistema de Alerta de Colisão; alterna-dor controlado em conexão com bateria LiFePo4 (lítio-fosfato de ferro); faróis de LED; lanternas traseiras e luz de chuva em LED; numeral do carro iluminado e sis-tema de luz de liderança; luz negra no interior do cockpit; espelhos externos com ajuste elétrico e função de memória; sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS); sistema de fornecimento de líquido para o piloto; sistema de ar-condicionado; painel de interruptores de membrana no console central com etiquetas fluorescentes.