PORSCHE PANAMERA

2017 - PORSCHE PANAMERA

PORSCHE PANAMERA imagens e fotos de carros

O novo Porsche Panamera reúne mais do que nunca duas características contrastantes: o desempenho de um genuíno modelo esportivo e o conforto de um sedan de luxo. Ele é um Gran Turismo, repensado e realinhado. A segunda geração do Panamera avança para se tornar um ícone de performance na categoria luxo.

Nessa transformação, a Porsche incrementou de forma sistemática o conceito do Panamera, apresentando um modelo de quatro portas redesenvolvido e reprojetado até o último detalhe. Os motores e transmissões foram reprojetados, o chassi, aperfeiçoado e o conceito de display e controles reinterpretado visando o futuro. O novo Panamera também amplia a fronteira entre o mundo dos carros esportivos mais ambiciosos e o mundo dos confortáveis carros de passeio com destaques como o eixo traseiro direcional, a compensação ativa de rolagem e a suspensão a ar com três câmaras.

Linguagem de design do 911, com linha de teto muito mais dinâmica

Visualmente, o incomparável conceito deste grande Porsche se reflete no novo e expressivo design: indiscutivelmente um Panamera, indiscutivelmente um carro esportivo, com proporções alongadas e dinâmicas, ombros pronunciados, laterais atléticas e uma linha de teto extremamente rápida que é 20 mm mais baixa na traseira. Esta típica ‘flyline’ da Porsche cria uma ligação estilística com o ícone de design da marca, o Porsche 911.

Funcionalidade total e fácil interação: o Porsche Advanced Cockpit

O interior típico da Porsche foi reinterpretado para o futuro no novo Panamera. Painéis com superfícies negras e displays interativos combinam uma interface limpa e intuitiva semelhante à dos smartfones e tablets com os requisitos práticos para controlar o veículo. Os clássicos comandos por interruptores e instrumentos convencionais foram significativamente reduzidos. Eles foram substituídos por painéis sensíveis ao toque e mostradores individualmente configuráveis que assumem o centro de atenções no novo Porsche Advanced Cockpit - com grandes benefícios para o motorista, assim como para os passageiros da frente e de trás. Apesar de uma gama consideravelmente ampliada de sistemas de comunicação, conveniência e assistência, as diferentes funções podem agora ser usadas e operadas de forma mais clara e intuitiva. O Porsche Advanced Cockpit transforma o mundo analógico na atualidade digital da mobilidade, deixando ao mesmo tempo espaço para a emoção. O conta-giros, posicionado ao centro do conjunto de instrumentos, é um tributo ao Porsche 356 A de 1955.

Novos motores biturbo V6 e V8 com ampla potência e poderosa sonoridade

Todos os Porsches sempre impressionaram por mais do que apenas potência. Sua eficiência é igualmente importante. Para elevar esta fórmula a um novo nível, os motores da segunda geração do Panamera foram reprojetados. Todos eles ficaram mais potentes, ao mesmo tempo que melhorando significativamente a economia de combustível e reduzindo emissões. Três novos motores biturbo com injeção direta estão sendo apresentados no lançamento ao mercado, no Panamera Turbo e Panamera 4S. Todos eles podem ser equipados com um sistema de tração integral permanente e uma nova transmissão Porsche de oito velocidades com dupla embreagem (PDK). Um motor V8 a gasolina com 550 cv impulsiona o Panamera Turbo e um V6 a gasolina com 440 cv movimenta o Panamera 4S.

Um sedan de luxo que pode encarar uma pista de corrida

De pleno acordo com o conceito geral do novo Panamera, o chassi também reúne o conforto de rodagem de um sedan de luxo com o desempenho de um verdadeiro esportivo. Isto é conseguido pela suplementação do projeto básico com sistemas inovadores, tais como uma suspensão pneumática adaptativa com nova tecnologia de três câmaras, incluindo o Gerenciamento Ativo da Suspensão (controle eletrônico de amortecedores PASM), o aperfeiçoado sistema Porsche de Controle Dinâmico Esportivo do Chassi (PDCC Sport) com Vetoreamento de Torque Plus (PTV Plus) e estabilização ativa de rolagem, assim como um novo sistema de direção eletrome-cânica. O sistema integrado de Controle do Chassi 4D analisa e sincroniza todos os sistemas do chassi em tempo real e otimiza o desempenho do novo Panamera na estrada. A Porsche também está elevando a precisão da direção e dirigibilidade ao nível dos carros de Gran Turismo com as rodas traseiras direcionais - um item que também é novidade e foi adaptado do 918 Spyder e 911 Turbo. O desempenho dos freios também foi melhorado.

Nova geração de sistemas de assistência

O Porsche Panamera é equipado com muitos sistemas de assistência de série e opcionais, que tornam a vida ao volante mais prática e segura. Os novos sistemas mais importantes incluem o assistente de visão noturna (como opcional), que usa uma câmera térmica para detectar pessoas e grandes animais e exibe um indicador colorido de alerta no cockpit. Se o carro estiver equipado com os faróis opcionais de matriz de LEDs com 84 pontos de imagem, pessoas eventualmente posicionadas além do campo visual do farol baixo são iluminadas brevemente se estiverem na trajetória computada, permitindo que o motorista reaja ainda mais rápido. O novo assistente de visão noturna é um dos sistemas de assistência que ajuda a evitar situações críticas antecipadamente.

Olhando especialmente para adiante no caminho está o novo sistema Porsche InnoDrive (como opcional), que inclui o controle de velocidade de cruzeiro adaptativo. Baseado em dados de navegação e sinais recebidos de sensores de radar e vídeo, ele calcula e ativa os melhores índices de aceleração e desaceleração, assim como seleciona as marchas e determina as fases de rolagem livre para os próximos três quilômetros. Desta forma, este copiloto eletrônico leva em conta as curvas, inclinações e limites de velocidade.

Novos motores em detalhes: maior potência, melhor eficiência no consumo

Novos, poderosos e econômicos: os motores V6 e V8 turbo do Panamera. Eles compartilham uma característica conceitual de projeto especial, que no jargão dos desenvolvedores de motores é conhecida como ‘o lado quente para dentro’. Traduzindo, isto quer dizer que os turbocompressores dos novos motores do Panamera são instalados no centro do V formado pelas bancadas de cilindros. Este posicionamento central dos turbos leva a vários benefícios: os motores são mais compactos, o que permite uma montagem mais baixa. Isto, por sua vez, tem um efeito positivo no centro de gravidade do veículo. As menores distâncias entre os dois turbocompressores e as câmaras de combustão produzem uma resposta ao acelerador mais espontânea.

A resposta do motor pode ser aumentada ainda mais utilizando o Seletor de Modos opcional com o botão Sport Response (resposta esportiva). O Mode Switch, que foi apresentado pela primeira vez no Porsche 918 Spyder, é um anel com operação intuitiva localizado no volante, que pode ser usado para ativar um dos quatro modos de condução do carro (Normal, Sport, Sport Plus ou Individual). No centro do controle fica o botão Sport Response. Ele pode ser usado para liberar o máximo potencial de força do Panamera ao toque de uma tecla.

O Panamera Turbo tem o motor a gasolina mais potente da série de modelos. Seu V8 biturbo de 4.0 litros desenvolve 550 cv a 5.750 rpm e um torque máximo de 770 Nm (entre 1.960 e 4.500 rpm). Ele oferece 30 cv a mais do que o modelo anterior e seu torque máximo foi aumentado em 70 Nm. O motor de oito cilindros acelera o Panamera Turbo até 100 km/h em 3,8 segundos. Com o pacote Sport Chrono, o tempo de aceleração é de apenas 3,6 segundos.

O Porsche pode atingir uma velocidade máxima de 306 km/h. Esses são números impressionantes, que mostram apenas com que facilidade o motor pode impulsionar o Panamera com sua relação peso-potência de apenas 3,6 kg/cv. Esses extraordinários dados de performance contrastam com os baixos índices de consumo combinado (cidade-estrada) que, com 9,4 - 9,3 l/100 km, são até 1,1 l/100 km menores que os do modelo anterior (aferição pelo Novo Ciclo de Condução Europeu - NEDC). Esses números equivalem a emissões de CO2 de 214 - 212 g/km.

A Porsche utiliza turbocompressores com turbina de rotor duplo (twin-scroll) para enviar ar comprimido para as câmaras de combustão do motor V8. Os dois compressores contra rotatórios geram altos valores de torque máximo em rotações muito baixas. O Panamera Turbo também é o primeiro Porsche equipado com o novo con-trole adaptativo de cilindros. Em operação sob carga parcial, o sistema transforma temporariamente o motor de oito cilindros num quatro cilindros, de forma imperceptível. Isto reduz o consumo de combustível em até 30 por cento, dependendo da necessidade de força.

O motor V6 biturbo de 2.9 litros do Panamera 4S desenvolve potência máxima de 440 cv (20 cv mais do que o modelo anterior). Ela é disponibilizada a partir de 5.650 rpm. Entre 1.750 e 5.500 rpm, o novo seis cilindros entrega 550 Nm (30 Nm mais) para os eixos de tração. O Panamera 4S pode alcançar 100 km/h em apenas 4,4 segundos (4,2 segundos com o pacote Sport Chrono). Com uma velocidade máxima de 289 km/h, este Porsche também se aproxima da marca dos 300 km/h. O consumo combinado pela norma NEDC é de 8,2 - 8,1 l/100 km (186 - 184 g/km de CO2). Comparado ao Panamera 4S de primeira geração, isso representa uma economia de combustível de até 1,0 l/100 km, ou onze por cento.

Assim como o motor de oito cilindros do Panamera Turbo, o motor de seis cilindros do Panamera 4S também utiliza um sistema de injeção direta de combustível, com injetores posicionados nas câmaras de combustão. A localização dos injetores permite uma combustão ideal, máxima eficiência e ótimas respostas do motor. O 4S e o Turbo também se caracterizam pela sonoridade cheia e autêntica.

Detalhes do novo design: proporções ainda mais dinâmicas

A personalidade exterior do Panamera também foi afinada com o nascimento da segunda geração. Ela é baseada em proporções muito dinâmicas. O novo Panamera tem 5.049 mm (+ 34 mm) de comprimento, 1.937 mm de largura (+ 6 mm) e 1.423 mm de altura (+5 mm). Apesar do pequeno aumento na altura, o carro de quatro portas parece muito mais baixo e mais longo. Isto acontece, em princípio, devido à altura reduzida sobre a traseira do compartimento de passageiros - diminuída em 20 mm - enquanto foi mantido um bom espaço para as cabeças. Isto muda completamente a imagem geral do carro. A distância entre eixos foi aumentada em 30 mm, atingindo 2.950 mm. Isto também alonga as proporções do veículo. As rodas dianteiras foram deslocadas mais para a frente, reduzindo o balanço dianteiro e tornando a chamada dimensão de prestígio - distância que vai da coluna A ao eixo dianteiro - ainda maior. A projeção traseira é maior, dando ao carro uma aparência de mais força.

O Panamera cresceu apenas seis milímetros na largura, mas parece que foram vários centímetros. Esse efeito é gerado por itens tais como a tomada de ar em forma de A, que se estende para os lados e cria um desenho totalmente novo na dianteira. Ao mesmo tempo, uma barra transversal precisamente traçada na grade do radiador reforça a impressão de largura do carro. O capô em forma de flecha sobre o motor acelera esse efeito visual ainda mais para frente e para baixo do que antes, devido à saliência com contorno proeminente - o ‘powerdome’ - cujas linhas agora chegam ao para-choque. A dianteira mais baixa é fruto também da nova construção compacta dos motores no conceito do veículo. À esquerda e à direita da saliência central, o capô se funde precisamente com as fortes molduras das asas dianteiras - um típico diferenciado design da Porsche. O ar confiante é realçado pela aparência dos faróis de LEDs, com suas luzes de condução diurna com quatro pontos, disponíveis em três versões.

A nova lateral da carroceria, como o capô, porta-malas e asas - é feita totalmente em alumínio e reforça a silhueta característica de um carro esportivo ainda mais, graças à dinâmica linha do teto. Na parte de trás, esta linha de teto transforma-se na carismática ‘flyline’ (linha voadora) da Porsche - as linhas diferenciadas que adornam todos os coupes da marca. Duas margens precisamente traçadas na linha lateral do teto rebaixam visualmente o centro de gravidade da silhueta. O visual das janelas laterais também foi redesenhado: sua superfície visualmente contínua, juntamente com as linhas da traseira da carroceria, criam uma afinidade estilística com o Porsche 911. A tridimensionalidade caracteriza as portas e molduras das rodas, onde a luz incidente, brilhando em suas superfícies convexas e côncavas gera uma tensão muscular. Integram o design nesse aspecto as saídas de ar atrás das rodas dianteiras. Os lábios salientes dos arcos das rodas também têm muita força.

O fato do Panamera ser um coupe de quatro portas e não um sedan convencional fica mais claro desde a traseira do que sob qualquer outro ponto de vista. A ‘estufa’ - constituída pelo teto, suas colunas e a superfície das janelas - é apoiada numa área de ombros larga e poderosa. Claramente um Panamera, definitivamente um carro esportivo. Os componentes mais destacados identificando a traseira da carroceria são, sem dúvida, as lanternas de LED tridimensionais com luzes de freios integradas com quatro pontos. As lanternas traseiras são ligadas entre si por uma fina faixa de LEDs. Todos esses elementos reunidos criam um inconfundível design noturno. O defletor aerodinâmico traseiro extensível, agora com a mesma cor da carroceria, fica integrado sem interrupções à tampa do porta-malas, que tem abertura e fechamento elétricos de série. No Panamera Turbo, essa asa se divide à medida que se estende, ganhando dessa forma maior área de superfície. Arrematando a parte inferior traseira da carroceria fica um difusor, no qual estão integradas as duas ponteiras duplas do escapamento de aço inoxidável, à direita e à esquerda. O Panamera 4S pode ser reconhecido pelas ponteiras de escapamento redondas, enquanto no Panamera Turbo elas têm acabamento trapezoidal.

Filosofia de operação da Porsche - interpretação com base no futuro

O novo Panamera traz um design interno completamente novo. Em muitas áreas, superfícies sensíveis ao contato substituem os clássicos comandos por interruptores e mostradores de alta resolução se fundem com o acabamento interior. No segmento dos sedãs de luxo, a digitalização do interior dos Porsches, que começou com o 918 Spyder, atingiu um novo estágio de desenvolvimento a bordo do Panamera, na forma do Porsche Advanced Cockpit. A partir da posição baixa do assento, típica dos carros esportivos, o motorista não tem apenas um fascinante panorama formado pelas asas e a cúpula sobre o capô do carro: dois mostradores digitais de sete polegadas estão posicionados diretamente na linha de visão do condutor, de forma ergonomicamente ideal. Localizado no meio desses dois displays fica o tacômetro, que continua sendo um instrumento analógico. Enquanto isso, o console com a alavanca do câmbio entre o motorista e o passageiro da frente é dominado pela tela de toque de 12.3 polegadas da nova geração do sistema de Gerenciamento de Comunicações da Porsche (PCM).

O motorista e o passageiro podem configurar individualmente esse display. Naturalmente, ele está integrado ao PCM: recursos como a navegação online, as funções online do Porsche Connect, a integração de smartfones pelo Apple Car Play e um novo sistema de controle por voz que responde a comandos em linguagem normal. A área do PCM - com seu avançado display de alta resolução - se integra numa transição harmoniosa com o painel negro do console central com um seletor eletrônico que comanda o câmbio PDK. Um novo painel de controle com comandos sensíveis ao toque no console central permite a operação intuitiva de várias funções. Até mesmo as persianas da saída de ar central são ajustadas eletricamente, por comandos deslizantes sensíveis ao toque.

Os passageiros de trás podem controlar o ar condicionado e as funções de informação e entretenimento utilizando um sistema opcional de operação opcional de quatro zonas da climatização.

Além disso, o Porsche Panamera oferece a melhor variação disponível em qualquer modelo da classe luxo, facilitando o uso cotidiano com a divisão 40:20:40 do encosto do banco traseiro, que permite aumentar a capacidade do compartimento de bagagem de 495 para 1.304 litros. Para elevar a experiência de conforto do Panamera a um nível inteiramente novo, há novas opções de equipamentos, como o teto inclinável panorâmico, bancos com massagem, iluminação ambiente e um sistema de som 3D de vanguarda da Burmester.

O novo Porsche Panamera já pode ser encomendado e chegará às concessionárias na Alemanha em 5 de novembro deste ano. Os preços na Alemanha começam em 113.027 euros para o Panamera 4S, incluindo o imposto sobre valor adicionado (VAT). Os preços do Panamera Turbo começam a partir de 153.011 euros.

Os modelos Panamera 4S e Panamera Turbo também estão planejados para serem comercializados no mercado Brasileiro com previsão de chegada ao país no final de 2016. Os preços e pacotes ainda não foram definidos.



28/09/2016

NOVO PORSCHE PANAMERA COM GALERIA DE FOTOGRAFIAS ATUALIZADAS