RANGE ROVER 2 DOORS REBORN

1978 - RANGE ROVER 2 DOORS REBORN

RANGE ROVER 2 DOORS REBORN imagens e fotos de carros

O Salão Rétromobile 2017 verá pela primeira vez a apresentação da próxima série ‘Reborn’ de veículos clássicos, raros e restaurados da Jaguar Land Rover.

O Range Rover Reborn é um programa que oferece a possíveis clientes a oportunidade única de adquirir um Range Rover vintage original e altamente colecionável, diretamente da divisão Land Rover Classic no Reino Unido. O lançamento do Range Rover Reborn vem de uma bem sucedida apresentação do Land Rover Series I Reborn no ano passado.

Outro ponto alto do evento será a primeira apresentação na Europa do lendário XKSS original, construído pela Jaguar Classic. Depois de ter sido mostrado à imprensa no Petersen Museum de Los Angeles em Novembro de 2016, este lindo XKSS na clássica cor Sherwood Green é a matriz de engenharia para nove outros veículos destinados a clientes em todo o mundo ao longo de 2017.

Também será mostrado pela Jaguar Land Rover Classic no Salão Rétromobile - em Paris, de 8 a 12 de Fevereiro de 2017 - o primeiro E-Type Fixed Head Coupe totalmente original restaurado direto na fábrica. De propriedade privada - emplacado na França em 1962 -, o E-Type cinza Gunmetal opalescente apresentado foi restaurado com engenharia reversa, que é o processo de restauração iniciado a partir de uma única peça original ou simulada - neste caso os painéis da carroceria. O restauro feito na fábrica assegurou a melhor adequação de peças e acabamento, com o motor original de 3.8 litros e transmissão completamente recondicionada.

A divisão Land Rover Classics e sua equipe de especialistas possui décadas de experiência em engenharia e design para poder completar o primeiro Range Rover Reborn - um Range Rover Classic de 1978 cuidadosamente selecionado.

Especificações Gerais

- Cor: Bahama Gold

- Motor: 3.528 cc V8 Gasolina, com Carburador Zenith-Stromberg 175CD

- Potência máx. de 132 bhp a 5.000 rpm

- Torque máx. de 251 Nm a 2.500 rpm

- Transmissão manual de 4 velocidades e diferencial central travável

Cada Range Rover Reborn será submetido a uma restauração completa seguindo as especificações originais da marca na época e usando peças do Land Rover Classic para preservar e proteger a autenticidade veículo. A equipe da Land Rover especializada em restauração vai informar os clientes das melhores opções disponíveis para os veículos base - em termos de quão colecionável o carro se tornará, números preferidos para o chassi e as características únicas do produto. Os preços para restauração pelo Range Rover Reborn da Land Rover Classic começam a partir de 135 mil libras esterlinas.

Tim Hannig, diretor da Jaguar Land Rover Classic, disse: “O Range Rover Reborn será exibido graças à nossa equipe especializada em engenharia que trabalha nas nossas fábricas. Isso reforça nosso comprometimento com a rica herança da Land Rover e com a oportunidade de nossos clientes em ter veículos genuínos e colecionáveis. É uma maneira maravilhosa de preservar o tão procurado Range Rover de três portas da década de 1970, desde o ano-modelo desejado, até as cores de exterior e interior.”

O Range Rover foi lançado em 1970, originalmente com a carroceria de duas portas. A versão permaneceu até 1981, quando a fábrica lançou modelo com quarto portas - que continuou popular até o fim da primeira geração em 1996. O modelo foi tão popular, na verdade, que a produção da primeira geração continuou concomitantemente com a segunda por quase dois anos, e o nome Range Rover Classic foi apresentado para diferenciar o modelo anterior do seu irmão mais novo àquela altura.

Tido por muitos como o pioneiro do segmento de SUV, o Range Rover certamente foi o primeiro com a característica de 4x4  de luxo, e tem sido o escolhido pela família real britânica desde então, por políticos e artistas em todo o mundo. Ele manteve sua posição mais crível como o ‘suprassumo dos SUVs’ até hoje, com um número de itens pioneiros na indústria e recordes ao longo de sua história. Durante os anos 70, o Range Rover também se tornou o primeiro automóvel a ser exibido no Louvre, em Paris, como um ‘exemplo de design industrial’.