RENAULT LOGAN

2014 - RENAULT LOGAN

RENAULT LOGAN imagens e fotos de carros

Quando chegou ao Brasil em 2007, o Renault Logan rapidamente caiu no gosto dos consumidores. O modelo inovou em seu segmento e quebrou paradigmas, mostrando que é possível um produto oferecer amplo espaço interno, robustez mecânica, baixo custo de manutenção e três anos de garantia sem precisar que se pague a mais por isso. Agora na linha 2014, e mantendo as características que o consagraram, chega a nova geração do Logan, com a nova identidade mundial da marca, sofisticação, inovação acessível e mais conforto.

Com linhas arredondadas na dianteira, traseira e lateral, o Novo Logan está mais sofisticado e segue a nova estratégia de design da Renault, lançada em 2010 sob o comando de Laurens van der Acker, vice-presidente sênior de Design do Grupo Renault. Essa estratégia é construída em torno da noção do ciclo de vida. Cada um dos cinco carros-conceito (DeZir, Captur, Frendzy, R-Space e Twin’Z) apresentam um aspecto deste ciclo: quando as pessoas se apaixonam, descobrem o mundo, formam uma família, trabalham, têm momentos de lazer e adquirem sabedoria. Foi a partir desses carros-conceito que a nova identidade visual da marca começou a chegar aos carros de série.

Já em seu interior, o modelo chega com inovações no seu segmento, como o sistema Media NAV 1.2, com tela de 7” integrada ao painel, e o ar-condicionado automático. Além desses itens, piloto automático, limitador de velocidade, sensor de estacionamento e indicador de trocas de marchas são outras novidades do modelo.

“Estamos lançando um produto novo, sofisticado e inovador, mantendo os pontos fortes da geração anterior, que fizeram do Logan um sucesso no mercado”, explica Olivier Murguet, presidente da Renault do Brasil.

Nova identidade visual da Renault

O design do Novo Logan teve a participação do Renault Design América Latina (RDAL), o primeiro estúdio de desenho e estilo da marca no continente americano que fica em São Paulo. A exemplo do que aconteceu com o Clio, em novembro, o Novo Logan agora passa a ter a nova identidade visual da marca, criada por Laurens van der Arcker e adotada também em outros produtos no mundo todo.

Na dianteira, tudo novo e formas mais arredondadas. Visto de frente, o sedã ganhou imponência, com a adoção de um para-choque mais encorpado e envolvente. O conjunto óptico traz na mesma peça faróis de duplos refletores e luzes indicativas de direção. Na grade frontal, destaca-se um friso cromado e o símbolo da Renault com mais evidência. Na parte inferior da grade dianteira, a versão Dynamique reforça o design sofisticado com uma moldura cromada, envolvendo os faróis de neblina. O capô agora tem dois frisos que descem em direção a cada um dos faróis, garantindo um visual harmônico e equilibrado ao sedã.

A traseira é marcada por lanternas que avançam sobre as laterais do veículo com elementos geométricos que realçam as luzes de ré e de freio. O logotipo da Renault está no centro da tampa do porta-malas e logo abaixo dele está inscrito o nome “Logan”, o que também alinha o estilo do carro ao da nova identidade de marca. A tampa do porta-malas é caracterizada ainda por um vinco na horizontal que dá a impressão de tratar-se de um aerofólio.

A nova carroceria não alterou o espaço interno, um dos pontos fortes do sedã da Renault. O Novo Logan apresenta uma importante vantagem em relação aos competidores diretos: as suas amplas medidas internas e externas. São 2,63m de distância entre-eixos, 4,35 m de comprimento, 1,73 m de largura (sem retrovisores) e 1,52 m de altura.

Mais sofisticação

- Interior totalmente novo

- Piloto automático

- Limitador de velocidade

- Indicador de troca de marcha

- Luzes de direção integradas aos retrovisores

O interior do Novo Logan é composto por novos materiais, cores e texturas que deixam claro a sofisticação do veículo. O painel, totalmente novo, tem visual mais moderno e agora é feito de material mais agradável ao tato. O volante, de três raios, tem empunhadura anatômica, traz a logomarca da Renault cromada no centro, e, na versão Dynamique, pode vir com os comandos do piloto automático e do limitador de velocidade.

“O principal objetivo foi melhorar a qualidade do acabamento e aumentar o nível de sofisticação do modelo. Isso responde ao maior nível de exigência dos consumidores brasileiros, que dão muita importância ao interior do veículo e valorizam o acabamento”, explica Gustavo Schmidt, vice-presidente comercial da Renault.

O novo quadro de instrumentos agora traz iluminação na cor branca para melhor visualização do condutor. São três mostradores redondos: conta-giros e velocímetro analógicos e um mostrador digital, com indicador do nível de combustível, temperatura do líquido de arrefecimento e computador de bordo multifunções. O motorista tem acesso, por exemplo, a dados relativos ao consumo médio e instantâneo, à autonomia, à quantidade de combustível consumida, à velocidade média e à quilometragem total e parcial. Para auxiliá-lo na redução de consumo, o Novo Logan ganha indicador de troca de marcha.

Porta-objetos estão espalhados por toda a cabine no Novo Logan. São de 8 a 11 porta-objetos, conforme a versão. Nas laterais das portas dianteiras e traseiras, por exemplo, estão porta-mapas e porta-garrafas. Nos compartimentos dianteiros estão recipientes de até 1,5 litros. O porta-luvas, por sua vez, é amplo e tem capacidade de 5,7 litros. As latas e copos podem ser armazenados em espaços específicos no console central, logo à frente da alavanca de câmbio, e atrás do freio de mão, entre os bancos do motorista e do passageiro.

Outro detalhe importante nesta nova geração do sedã é o encosto rebatível do banco traseiro, o que aumenta a versatilidade de uso do espaço interno. Na versão Dynamique, o banco é rebatível bipartido (1/3 e 2/3) e na versão Expression é 1/1.

A versão Dynamique traz luzes indicadoras de direção incorporadas aos retrovisores, dando um toque mais sofisticado ao modelo.

Inovação acessível

- Media NAV 1.2 com as funções Eco-Coaching e Eco-Scoring

- Ar-condicionado automático

Com o Novo Logan chega também o Media NAV 1.2, uma evolução do sistema lançado em 2012 que tem tela touchscreen de 7” integrada ao painel com as funções GPS, Bluetooth e rádio, que agora ganha duas novas funções: Eco-Scoring e Eco-Coaching, além da visualização da temperatura externa.

A função Eco-Scoring avalia a condução do motorista ao final de um percurso, levando em conta o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida. Junto com o Eco-Scoring, está o Eco-Coaching, que dá uma série de dicas para o condutor dirigir de modo mais econômico e ecológico.

O Media NAV 1.2 oferece conexão Bluetooth, na qual o motorista pode realizar ligações telefônicas para os contatos, ter acesso ao histórico de chamadas e deixar os números registrados no sistema, tudo com visualização pelo display. A transmissão de voz é feita pelos alto-falantes do veículo, o que oferece segurança ao condutor que precisa utilizar o celular enquanto dirige.

Outra ferramenta oferecida pelo Media NAV 1.2é o GPS. Para permitir que o motorista chegue ao seu destino sem ter problemas com o caminho, o sistema de navegação tem uma fácil programação de destinos e vasta lista de pontos de interesse. É possível programar e salvar a rota, enquanto o mapa é mostrado na tela. O sistema fornece a hora programada para chegada ao destino, a distância a percorrer, a velocidade média e outras informações. 

O Media NAV 1.2 tem entradas auxiliares (uma do tipo Jack e outra para conexão USB/iPod) e pode funcionar em conjunto como comando satélite na coluna de direção para que o motorista não precise tirar a mão do volante para  trocar de música, atender chamadas e mudar as estações do rádio.

No centro do painel, ficam agrupados o equipamento de som e os comandos do sistema de climatização. Opcionalmente na versão Dynamique, o Novo Logan oferece ar-condicionado automático, item inédito no segmento, com um seletor da temperatura de fácil manuseio.

Espaço interno e conforto

- Novos bancos

- Ajuste de altura do banco do motorista

- Aberturas internas da tampa do porta-malas e do tanque de combustível

- Melhoria acústica

Cinco pessoas viajam confortavelmente, com folgas para os joelhos, ombros e cabeça, graças principalmente à boa distância entre-eixos de 2,63m, que supera a medida dos seus principais concorrentes. O amplo espaço interno também é percebido no porta-malas, de 510 litros, que leva sem problemas bagagens de uma família inteira.

Encontrar uma boa posição de dirigir no Novo Logan é tarefa fácil, graças também aos ajustes de altura do assento do motorista e da coluna de direção. Todos os bancos são novos e na versão Dynamique foram confeccionados com a tecnologia CCT (Cover Carving Technology), que apresenta espumas mais espessas entre 5mm e 20mm, com formato que “abraça” o corpo, garantindo mais conforto e ergonomia.

O porta-malas e a tampa do tanque do combustível, por sua vez, podem ser abertos internamente. Com isso não é mais necessário entregar a chave do carro para o frentista, facilitando o processo de abastecimento do veículo.

Outra grande diferença do Novo Logan em relação ao modelo anterior está na melhoria acústica. O desenvolvimento do novo modelo incluiu um minucioso trabalho de modelagem acústica, com a adição de novos itens criados para aumentar o nível de silêncio interno do veículo.

O trabalho de engenharia para o isolamento do ruído do motor envolveu a adoção de mantas e revestimentos isolantes em pontos estratégicos da carroceria e também no interior do carro. A sensação de conforto dos ocupantes é aumentada com o baixo índice de vibrações transmitido pelo motor e pela suspensão à carroceria.

A preocupação da equipe técnica da Renault com o conforto do modelo fica evidenciada nos braços da suspensão dianteira, que estão instalados em um chassi auxiliar, fixado por coxins ao monobloco, o que evita o seu contato direto com a carroceria, proporcionando maior isolamento. Já as buchas que fixam os braços da suspensão à carroceria garantem, além do isolamento acústico, rigidez e apoio necessários para manter o equilíbrio do carro em curvas.

Motores

- 1.0 16V Hi-Power

- 1.6 8V Hi-Power

- Indicador de troca de marcha

Dois diferentes motores fazem parte do portfólio da nova gama Logan: o novo 1.0 16V Hi-Power, que equipa o Novo Clio e é nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, e o 1.6 8V Hi-Power, adotado na linha em agosto de 2012.

Os propulsores são frutos do know-how adquirido pela Renault na Fórmula 1, na qual participam quatro equipes com motores da marca, e do trabalho do Renault Tecnologia Americas (RTA), centro de engenharia que fica em São José dos Pinhais (PR) cuja missão é desenvolver produtos voltados aos consumidores latino-americanos.

O Novo Logan é o único da categoria a contar com propulsor de quatro válvulas por cilindro. Presente nas versões Authentique e Expression, o motor 1.0 16V Hi-Power, traz uma série de inovações mecânicas. São 71 peças novas, como os pistões adequados para a nova taxa de compressão, que passou de 10:1 para 12:1, bomba de óleo, bielas e junta do cabeçote.

O propulsor 1.0 16V Hi-Power desenvolve 80 cv (com etanol no tanque) e 77cv (abastecido com gasolina), sempre a 5.750 rpm. São 10,5 kgfm (etanol) e 10,2 kgfm de torque máximo a 4.250 rpm (gasolina). No ciclo urbano, faz 8,1 km/l (etanol) e 11,9 km/l (gasolina). E na estrada, a média de consumo fica em 9,2 km/l (gasolina) e 13,4 km/l (etanol).

Com esses resultados o Novo Logan atingiu a nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular. Coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), o programa permite que os consumidores conheçam a eficiência energética dos carros comercializados no Brasil, por meio de etiqueta afixada nos veículos.

O Novo Logan é equipado com indicador de troca de marcha, um dispositivo no painel que mostra o momento em que o condutor deve reduzir ou aumentar a marcha, levando-se em conta sempre a economia de combustível e o estilo de condução de cada motorista.

A segunda opção de motor disponível no Novo Logan é o 1.6 8V Hi-Power. São 106 cv quando abastecido com etanol e 98 cv quando abastecido com gasolina. Em relação ao torque são 15,5 kgfm com etanol e 14,5 kgfm com gasolina. 

Vale ressaltar que cerca de 85% do torque já estão disponíveis a 1.500 rotações, o que significa para o consumidor arrancadas e retomadas mais ágeis, diferença que pode ser sentida no trânsito urbano e também em estrada, numa ultrapassagem, por exemplo.

Nova plataforma

As mudanças não foram apenas estéticas. É um carro completamente novo desde a carroceria, suspensões, direção, freios e sistema elétrico. A bitola dianteira, por exemplo, aumentou 27 mm e a traseira está 19 mm maior. A direção ganhou nova assistência variável. Tudo para dar mais precisão e estabilidade.

As suspensões do Novo Logan, dianteira e traseira, foram desenvolvidas de acordo com as condições de rodagem das ruas e estradas brasileiras. O conjunto dianteiro é do tipo MacPherson, com braços triangulares e amortecedores integrados às molas helicoidais – nas versões equipadas com motor 1.6 Hi-Power, a suspensão dianteira ganha barra estabilizadora. Atrás, funciona um sistema semi-independente, composto por barra de torção transversal, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos telescópicos verticais com barra estabilizadora.

Segurança

- Airbag de série para motorista e passageiro

- ABS de série com distribuidor eletrônico da força de frenagem

O Novo Logan sai de fábrica com airbag de série para motorista e passageiro em todas as versões. Também é de série o sistema ABS, com distribuidor eletrônico de força de frenagem (EBD). O sistema CAR, que trava automaticamente as portas do veículo quando este alcança 6 km/h, também contribui para a segurança.

Os bancos dianteiros possuem o chamado efeito antimergulho que impedem que a pessoa passe sob o cinto em caso de colisão frontal. Os cintos de segurança retráteis de três pontos têm regulagem de altura (dianteiros) e limitadores de esforço integrado. Esse dispositivo, presente em todos os modelos da Renault, ajusta automaticamente a tensão do cinto em caso de colisão. Com isso, evita-se que o corpo da pessoa seja arremessado demasiadamente à frente, reduzindo ferimentos causados pela excessiva pressão do cinto contra o corpo.

As estruturas dianteira e traseira do monobloco do Novo Logan têm zonas de deformação progressiva, que amortecem os impactos. Na cabine, a coluna central e a travessa do teto são reforçadas; todas as portas possuem barras de proteção contra colisões laterais – as traseiras vêm com travas de segurança extras que impedem sua abertura por crianças. 

A coluna de direção, retrátil e dobrável, é posicionada a fim de evitar o seu contato com os joelhos do motorista. Em caso de batida frontal, suportes pendulares impedem a invasão do motor na cabine e o sistema de servofreio se deforma, movendo a pedaleira para baixo, evitando que os pedais atinjam os pés do condutor.

Linha de acessórios

Juntamente com o Novo Logan está chegando ao mercado uma linha completa de acessórios, desenvolvida exclusivamente para o sedã. Todos os componentes têm homologação de fábrica. A lista inclui itens como alarme, engate traseiro, faróis de neblina, ponteira de escapamento cromada, rodas em liga leve de 15”, sensor de estacionamento e uma ampla gama de rádios CD/MP3.

Um dos destaques é o Kit Sport, que é composto por saias laterais, spoiler dianteiro, spoiler traseiro e aerofólio na tampa traseira.

Além de personalizar e/ou aumentar os níveis de conforto do Novo Logan, o cliente que instala qualquer um dos itens da linha de acessórios original mantém inalterados todos os benefícios da garantia do veículo, que é de três anos.

Versões e equipamentos

O Novo Logan está chegando ao mercado nacional em quatro versões: três de acabamento e duas de motorização. São elas:

Authentique 1.0 16V Hi-Power: airbag duplo, ABS, EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem), brake light, rodas 15’’, retrovisor na cor preta, maçanetas externas na cor preta, retrovisor com regulagem interna, para-sol com espelho cortesia, aberturas internas do porta-malas e reservatório de combustível. Principais opcionais: direção hidráulica e ar-condicionado.

Expression 1.0 16V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power:  os mesmos equipamentos da versão Authentique mais ar-condicionado (1.6 8V Hi-Power), direção hidráulica, rádio CD MP3 2 DIN + USB + Bluetooth, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas das portas, alarme perimétrico, computador de bordo, banco traseiro rebatível 1/1, ar quente, desembaçador traseiro, retrovisor na cor carroceria, maçanetas externas na cor carroceria, coluna B com acabamento em preto. Principais opcionais: ar-condicionado (1.0 16V Hi-Power), Media NAV 1.2 e sensor de estacionamento.

Dynamique 1.6 8V Hi-Power: os mesmos equipamentos da versão Expression mais bancos com tecnologia CCT, rodas 15’’ em liga leve, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, piloto automático, limitador de velocidade, luzes indicadoras de direção nos retrovisores, comando elétrico dos retrovisores,  banco rebatível 1/3 e 2/3 e volante revestido em couro. Principais opcionais: Media NAV 1.2, sensor de temperatura externa, ar-condicionado automático e sensor de estacionamento.

Todas as versões saem de fábrica com pneus 185/65 de 15 polegadas.

Tranquilidade para o cliente

Uma das mais importantes razões na decisão de compra do cliente é o financiamento.  A RCI Brasil, braço financeiro das montadoras Renault e Nissan no País, oferece dois planos de financiamento, adaptados às necessidades de cada tipo de cliente. O plano Conquista Novo Logan destina-se a clientes que possuem um veículo do mesmo segmento, com uma média de 3 anos (o período típico para a troca de automóvel). Por exemplo, quando o valor desta recompra assegura uma entrada de 60% no financiamento, o restante é financiado em 36 meses com taxa de 0,69%.

Para clientes que possuem um veículo da categoria popular, mas que queiram ascender ao segmento de sedãs, existe o plano Acessibilidade Novo Logan. Neste plano, a entrada se reduz a 25%, em linha com o valor da recompra, sendo o financiamento em uma inédita condição de 72 meses, com taxa de 1,24%.

O Novo Logan continua com garantia de 3 anos de fábrica ou 100 mil quilômetros, o que ocorrer primeiro.

As revisões periódicas previstas pela Renault devem ser feitas em intervalos de 10.000 quilômetros. Manter o Novo Logan em ordem custará menos de R$ 1 por dia, dividindo-se o custo total do programa de manutenção pelo número de dias dos três anos de garantia. Isso significa dizer que o custo de manutenção ao fim de três anos das versões 1.0 16V e 1.6 8V fica, em média, R$ 950 e R$ 995, respectivamente. Ou seja, o Novo Logan não só terá um dos custos de revisões mais baixo da sua categoria, como estes custos serão idênticos ao antigo Logan.

Além disso, a rede de concessionárias oferece para os proprietários todas as vantagens do programa “Revisão com Preço Fechado” e do “Pacote de Preço Fechado”, que reúne os principais itens de desgaste e manutenção. Esses dois serviços permitem aos clientes saberem de forma antecipada quanto gastarão para a realização de reparos, já que os preços sugeridos dos dois pacotes incluem os valores de peças e mão de obra.

Até no custo de reparabilidade, o Novo Logan apresenta valores menores para algumas peças com maior incidência de troca pelos clientes. Por exemplo, um para-choque dianteiro tem preço sugerido de R$ 390, contra R$ 548 do Logan 2013.

A reposição rápida é outra preocupação da Renault. Um sistema de armazenagem e distribuição assegura às concessionárias a reposição imediata. A Renault do Brasil tem armazéns em Jundiaí (SP), com capacidade para estocar mais de 30 mil componentes, e em São José dos Pinhais (PR), com capacidade para mais de 12 mil itens. O sistema de logística permite que o estoque envie peças diariamente para todas as concessionárias da marca no País, atendendo ao cliente no menor tempo possível.

O proprietário do Novo Logan também tem à disposição o Renault Assistance, um serviço de assistência técnica e de socorro mecânico, com atendimento 24 horas. O Renault Assistance providencia um técnico para realizar pequenos reparos no local e, nos casos em que não for possível o reparo, a remoção do automóvel para a concessionária mais próxima. O serviço é oferecido gratuitamente por 24 meses.



05/11/2013

NOVO RENAULT LOGAN: DESIGN MODERNO, SOFISTICAÇÃO E INOVAÇÃO SEM PERDER AS QUALIDADES DA GERAÇÃO ANTERIOR

23/10/2013

RENAULT DIVULGA FOTOS OFICIAIS DO NOVO LOGAN