SEAT ARONA TGI

2019 - SEAT ARONA TGI

SEAT ARONA TGI imagens e fotos de carros

A esperada versão TGI do SEAT Arona já é uma realidade. Quando a marca espanhola lançou seu novo crossover urbano já havia confirmado que para essa época do ano apresentaria a versão de maior caráter ecológico de toda a linha, e assim aconteceu. O novo SEAT Arona TGI ratifica a aposta da SEAT pelo Gás Natural Comprimido (GNC) como opção acessível de mobilidade sustentável. Será apresentado no Salão de Paris 2018, que abre suas portas no dia 4 de outubro.

Com o lançamento do novo Arona TGI, algo que ocorrerá no final do ano, a linha da SEAT de modelos TGI estará composta por quatro membros. O Arona se somará aos atuais León, Ibiza e Mii. Atualmente e enquanto a SEAT não inicia sua particular aventura na mobilidade elétrica, o gás natural veicular é a alternativa com a qual a marca trabalha para contribuir a reduzir as emissões de CO2 e de óxido de nitrogênio nas grandes cidades.

O projeto e desenvolvimento do novo SEAT Arona TGI aconteceu nas instalações da SEAT em Martorell, local onde também será produzido. Debaixo do capô dessa versão do SUV espanhol se encontra um motor 1.0 TGI com três cilindros e 12 válvulas capaz de oferecer 90 cv e 160 Nm de torque máximo. O propulsor estará associado a uma transmissão manual de seis velocidades e um sistema de tração dianteira.

Graças a essa configuração mecânica, o SEAT Arona TGI será capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 12.8 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 172 km/h. Pode funcionar tanto com gasolina como com gás natural comprimido. Nas entranhas do Arona TGI se encontram três tanques de GNC situados debaixo do piso do porta-malas e a boca de abastecimento está situada junto à da gasolina. Os tubos de gás são de aço inoxidável e também conta com sensores de pressão de gás e um regulador de pressão eletrônico.

Dependendo das condições climatológicas o motor arrancará utilizando gasolina e, uma vez aquecidos os injetores de gás e as condições permitirem, ativa o circuito de GNC. A SEAT assinala que essa operação pode demorar alguns segundos. Em circunstâncias normais o Arona TGI só utiliza gasolina como combustível alternativo quando os tanques de GNC se esgotam.

Os tanques de gás têm uma capacidade de 14.3 quilos e oferecem uma autonomia de 400 quilômetros no modo GNC. A esse número é preciso somar os 160 quilômetros de autonomia adicional oferecido pelo tanque de gasolina. Uma das principais desvantagens é que, devido à instalação dos tanques de gás, o porta-malas perde volume de carga. O número se reduz até os 282 litros em relação aos 400 litros oferecidos pelo resto das versões do Arona.

A linha do SEAT Arona TGI, o crossover urbano movido a GNC, poderá ser configurada em qualquer desses níveis de acabamento: Reference, Style, Xcellence e FR. Oferecerá as mesmas possibilidades de configuração que qualquer outra mecânica convencional que esteja disponível atualmente.



30/09/2018

SEAT ARONA TGI: UMA INTERESSANTE OPÇÃO ACESSÍVEL DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL