SMART FORTWO CABRIO ELECTRIC DRIVE

2017 - SMART FORTWO CABRIO ELECTRIC DRIVE

SMART FORTWO CABRIO ELECTRIC DRIVE imagens e fotos de carros

A smart confirma sua presença no Salão de Paris, e revela as versões elétricas dos seus fortwo, fortwo cabrio e forfour.

Em um marco importante para a marca, a smart garante que será “a única no mundo a oferecer a sua linha de modelos tanto com motores a combustão, como puramente elétricos”. Ainda sobre o tema da exclusividade, a smart informa também, que o fortwo cabrio será o único conversível elétrico do mercado quando for lançado.

Os três modelos vão partilhar o mesmo motor elétrico de 61 kW/81 cv e 160 Nm de torque, combinado a uma bateria de íons de lítio de 17.6 kWh com uma autonomia de 160 quilômetros no fortwo e de 155 quilômetros nos dois outros tipos de carroceria.

Graças a essa combinação, o fortwo acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos, ao passo que o cabrio e o forfour farão o mesmo sprint em 11,8 segundos e 12,7 segundos, respectivamente. A velocidade máxima será limitada em todos eles a 130 km/h.

Em relação ao carregamento das baterias, a smart oferece uma opção de carregador de bordo de alta performance que permite recarregar as baterias até duas vezes mais rápido - dependendo do país e da rede de abastecimento de energia. Com o novo carregador rápido de 22 kW (opcional a partir de 2017), o veículo pode ser totalmente recarregado em menos de 45 minutos mediante uma tomada trifásica. Na nova era dos elétricos, é assim que poderão começar a ganhar mais relevância no mercado.

Com uma transmissão de relação única, construída na fábrica da Renault em Clèon, no Norte de França, dispõe ainda de um modo ECO para melhor aproveitamento das baterias. Esse modo foi concebido para uma condução mais eficiente, limitando a velocidade máxima e a curva de reação do pedal do acelerador, enquanto o nível de recuperação de energia decorrente da desaceleração ou da frenagem se situa no máximo. Quando ligado à corrente, permite também que essa energia seja utilizada para pré-ambientar o interior por via do sistema de climatização, dando a possibilidade de aquecer ou arrefecer o habitáculo sem que isso tenha impacto na autonomia.

O lançamento na Europa será no início de 2017.