VOLKSWAGEN CROSS COUPE GTE CONCEPT

2015 - VOLKSWAGEN CROSS COUPE GTE CONCEPT

VOLKSWAGEN CROSS COUPE GTE CONCEPT imagens e fotos de carros

No final de 2016, a Volkswagen of America começará a produzir em Chattanooga, Tennessee, um dos mais importantes modelos da empresa nas últimas cinco décadas: um utilitário esportivo médio com sete lugares. A contagem regressiva para o lançamento do versátil veículo com comprimento perto de cinco metros já foi iniciada.

Como prévia desse novo sucesso automotivo, a Volkswagen apresenta agora o Cross Coupe GTE, com cinco lugares, no Salão Internacional de Detroit: um SUV exclusivo dotado de sistema híbrido plug-in, tração integral através de um “eixo cardã elétrico”, 265 kW/360 hp de potência máxima do sistema e alcance elétrico de 29,6 km/l e 1.

Para Klaus Bischoff, designer-chefe da Volkswagen, “o Cross Coupe GTE é o precursor de uma nova linguagem de design desenvolvida pela Volkswagen para os Estados Unidos. Esse carro conceito tem uma presença imponente. Ele é poderoso, com um visual que poderia ser descrito quase como agressivo”, continua. “Numerosos detalhes dão uma ideia de como concebemos um futuro modelo de utilitário esportivo para produzir na América do Norte. O conceito por trás dele combina a engenharia e o design alemães com o estilo automotivo do ‘American way of life’. Isso significa alta eficiência, linhas claras e fortes, operação lógica e qualidade suprema – tudo combinado com muito espaço, números de desempenho superiores e extremo conforto.”

Esportivo e eficiente: A sigla "GTE" descreve o conceito especial do Cross Coupe e se aplica, de forma genérica, a todos os modelos da Volkswagen com propulsão híbrida plug-in. Eles são veículos esportivos superiores, com motores de alta tecnologia. Eles oferecem as características de viagem de um Gran Turismo (GT) e, graças a um ou mais motores elétricos e uma bateria (responsáveis pelo “E”, de “elétrico” na sigla) que pode ser carregada também externamente, podem rodar também com emissão zero. Na Europa, o primeiro GTE já está no mercado e o segundo, prestes a ser lançado. Eles podem rodar distâncias maiores em modo totalmente elétrico. O SUV apresentado em Detroit também se torna um veículo livre de emissões em percursos de até 32 quilômetros (devido a diferentes métodos de avaliação para a autonomia elétrica nos EUA e Europa, os números não podem ser comparados diretamente).

Todos os modelos GTE podem ser conduzidos de vários modos diferentes. O Cross Coupe GTE traz os programas “E-Mode”, “GTE”, “Hybrid”, “Offroad” e “Battery Hold / Battery Charge”.

Inovadora plataforma tecnológica. O Cross Coupe GTE é o terceiro carro conceito apresentado pela Volkswagen a caminho da versão de produção do futuro SUV médio. Juntos, todos os três modelos conceituais – o CrossBlue, apresentado em Detroit em 2013, o CrossBlue Coupe, exibido em Los Angeles em novembro de 2013, e o Cross Coupe GTE agora mostrado em Detroit – representam apenas uma parte do amplo espectro de versões de SUVs que podem ser criadas com base na arquitetura modular transversal (MQB) desenvolvida pela Volkswagen. Eles foram desenvolvidos com o objetivo de oferecer no futuro próximo um SUV na América do Norte criado sob medida para o mercado dos Estados Unidos.

Exterior

Dimensões: Pintado na cor azul “Grand Pacific Glacier”, o Cross Coupe GTE tem uma presença ainda mais forte na estrada do que os carros conceituais mostrados em 2013. Apesar do design de todos os três SUVs ser baseado no DNA de design da Volkswagen e deles compartilharem itens estilísticos comuns, o Cross Coupe GTE rompe em todos os detalhes com os carros conceitos apresentados anteriormente e, assim, aumenta a velocidade a caminho da produção em série. O carro-conceito apresentado agora em Detroit tem 4,847 mm de comprimento e 1,736 mm de altura. A largura é 2,030 mm. Klaus Bischoff afirma: “Ele causa uma impressão diferente de cada ângulo. Independentemente de se você imagina o Cross Coupe GTE em Nova York, percorrendo a costa do Pacífico na Califórnia ou no meio das Montanhas Rochosas, este utilitário esportivo projetado especialmente para os Estados Unidos sempre demonstra um visual superior.”

Dianteira sofisticada: O exclusivo design externo é caracterizado por uma linha estrutural lógica e muito definida. As bordas do longo capô parecem ter sido cortadas a laser. Ele é elevado no meio e continua para os lados e para trás até os para-lamas. A grade do radiador é o elemento dominante da dianteira elevada. Mais do que nunca, os faróis, indicadores de direção e a grade se fundem em um módulo de design único. Duas sólidas barras de alumínio (polidas na frente, escovadas no alto) formam a estrutura básica da grade do radiador. Como asas, as barras transversais tornam-se bem mais finas na direção das extremidades, rumo aos faróis duplos de LEDs.

O design da entrada de ar inferior é tão impactante como o da grade do radiador. As bordas são emolduradas por um friso preto com alto brilho. No interior, há um inserto de alumínio polido com linhas em forma de asa que espelham os elementos correspondentes da grade do radiador. Os faróis duplos de LEDs são itens especialmente fortes e diferenciados. Os módulos compactos de LEDs (que formam um ponto de luz central, como a pupila de cada farol) são responsáveis em parte por isso, assim como uma “sobrancelha” posicionada externamente sobre eles. Os módulos dos faróis externos geram o facho baixo, enquanto os internos são responsáveis pela luz alta.

A assinatura diferenciada das luzes de condução diurna também será reconhecida nos futuros modelos de produção. Ela consiste de um total de quatro pontos de luz dos faróis duplos em LEDs e quatro “luzes aladas em LEDs”: duas no alto da grade do radiador e duas na entrada de ar inferior.

Perfil lateral: A borda afiada do capô cria uma linha que se estende para o lado sobre os para-lamas dianteiros e abaixo das janelas através do perfil lateral até a tampa traseira do Cross Coupe GTE. Como o carro todo, o perfil traseiro tem fortes proporções e uma presença extremamente superior. A coluna “A” se inclina longamente para trás (enfatizando assim as linhas do capô elevado) e as colunas “C”, marcantemente descendentes, também caracterizam o design, que tem um claro foco na esportiva, ao mesmo tempo em que reforça a imagem de robustez superior do utilitário esportivo.

Alinhada a isso fica a área entre a alta linha das janelas e a linha de caráter posicionada mais baixa, com as maçanetas das portas integradas com precisão. Uma característica que distingue o Cross Coupe GTE é a continuidade da linha de caráter até as molduras salientes das rodas. Os arcos das rodas também reforçam a força e o volume do SUV, com sua atitude extremamente confiante. O arco da roda do lado do motorista tem uma aba de serviço para conectar o plugue de carga para uma bateria de íons de lítio.  Do lado oposto, fica alojado o bocal do tanque de combustível. As rodas de 22 polegadas (pneus 285/40), cada uma com dez raios polidos, dão um senso de perfeição ao perfil lateral.  Os balanços curtos e nítidos também chamam a atenção; em termos práticos, eles oferecem ótimos ângulos de entrada e saída para condução fora de estrada.

Traseira: Na parte de trás, a linha lateral de caráter do Cross Coupe GTE se mescla a um friso de alumínio cromado. Acima dessa faixa, são posicionadas as lanternas traseiras em LEDs em formato trapezoidal. Também na traseira, o Cross Coupe GTE segue os parâmetros da nova linguagem de design da Volkswagen para os EUA. Nessa área, o foco são as estruturas claramente horizontais. A geometria em si é clara – mais uma característica típica. Seguem esse princípio o marcante design das lanternas traseiras, a estrutura estritamente horizontal da tampa do porta-malas e as ponteiras do escapamento, que fazem parte de um painel de alumínio que se estende pelo para-choque. No centro do veículo, uma placa protetora com um difusor integrado forma o elemento de design mais próximo do piso da estrada.

Segundo Klaus Bischoff, “quando você anda atrás desse veículo, sabe logo em que categoria ele compete. Isso é um Volkswagen.”

A equipe de design da Volkswagen tornou as lanternas traseiras tão marcantes como os faróis de LEDs e as luzes de condução diurna. Os principais elementos, em vermelho, apresentam vários insertos (sem cores e transparentes) e coberturas (preto em alto brilho e cromo). Mesmo sem a luz ativada, essas lanternas traseiras têm seu próprio e visual tecnológico, com os detalhes internos novamente se destacando entre as linhas externas.

Interior

Progressista, intuitivo: O Cross Coupe GTE abre uma janela para o futuro imediato do design da marca Volkswagen. Isso não se aplica apenas ao exterior: o interior do carro conceito também mostra como os designers da Volkswagen imaginam um SUV de porte médio do futuro. Essa visão à frente não traz uma ruptura com o presente, mas consistente no desenvolvimento de dois itens-chave dos interiores da Volkswagen. O primeiro é a orientação claramente horizontal da arquitetura interna, especialmente do painel de controle.

A segunda característica do interior de todos os modelos Volkswagen é a operação e percepção auto explanatória e intuitiva de todos os elementos e sistemas. A Volkswagen vai mantê-las na era da informação interativa e sistemas de controle. No Cross Coupe GTE, por exemplo, a troca final dos sistemas analógicos para a era do interior totalmente eletrônico está acontecendo exatamente segundo essa determinação. Os resultados são claramente positivos: a consistente estrutura horizontal do painel de instrumentos cria uma atmosfera agradável, claramente estruturada, espaçosa e, ao mesmo tempo, moderna e avançada.

As aplicações em preto brilhante com os elementos cromados criam uma impressão de que os detalhes dos módulos das telas de toque e a clara arquitetura influenciada pelo movimento alemão Bauhaus se integraram para criar um novo interior. 

Painel de instrumentos claramente estruturado. Na área do para-brisa, o carro conceito apresenta uma superfície horizontal com moldura em napa preta.  O azul escuro do couro (“Ink Blue”) combina com a pintura externa do Cross Coupe GTE, na cor “Grand Pacific Glacier”. Nos lados, há uma transição suave da superfície de couro para os painéis das portas, revestidos do mesmo material. O próprio nível dos sistemas de informação e controle se estende através de toda a largura do Cross Coupe GTE. As cores dominantes e materiais nesta área são alumínio polido e Plexiglas em alto brilho com um fundo preto (“Preto Piano”) e um revestimento resistente a arranhões. Nas pontas ficam duas entradas de ar feitas de alumínio polido. A tela do sistema de infotainment, com 10,1 polegadas, que se integra ao centro do painel de controle, é emoldurada por dois conjuntos de três entradas de ar posicionadas verticalmente, à esquerda e à direita. Os elementos e materiais são unidos com excepcional precisão e perfeição em cada detalhe.

A tela de comando do sistema de informação e tecnologia, bem no alto do painel de instrumentos, também foi incorporada sem interrupções aparentes. A área toda exibe uma arquitetura completamente nova, fazendo o sistema de infotainment e o painel de instrumentos parecerem um único elemento. Todas as funções são controladas pela tela sensível ao toque. Esse mundo digital de alta tecnologia frente ao motorista é aperfeiçoado ainda pelo Active Info Display (mostrador ativo de informações), que mostra o que pode ser selecionado individualmente pelo motorista.

A tela de infotainment e o Active Info

Tela de Infotainment/controle: O motorista e o passageiro da frente podem controlar todas as funções de informação e entretenimento e a configuração básica do veículo por meio da tela de toque de 10,1 polegadas com sensores de aproximação e – pela primeira vez – controle de gesticulação. Os sensores de aproximação já são itens conhecidos. Por outro lado, o controle por gestos é um elemento completamente novo. Basta varrer o dedo sobre uma lista de músicas, a alguma distância, para examina-la e tocar uma música diferente.

• Tela de infotainment / gráficos: O layout dos gráficos muda dependendo do perfil de condução: “Snow” (neve), “Sport”, “Onroad” (estrada) e “Offroad” (fora de estrada). Mais ainda, os dados de navegação podem ser mostrados no espaço bidimensional ou tridimensional. Na visão 3D, o usuário pode configurar o mostrador individualmente em três ou mais níveis que flutuam acima de outro espaço virtual.  Todos eles mostram o mapa com a posição do veículo, mas com informações diferentes.  Um exemplo dessa configuração: no ponto mais alto o motorista configurou os “Pontos de Interesse”, o nível médio tem informações geográficas como a altitude, enquanto o nível mais baixo, “Car”, traz a rota e a posição do Cross Coupe GTE.

Os níveis podem ser movidos livremente de cima para baixo, mas as escolhas individuais são sempre feitas no nível superior. Como mostrado, o mapa configurado em 3 D também pode ser mostrado em duas dimensões. O sistema obtém informações de conteúdo da Internet, via satélite ou da mídia de dados (software de navegação, escolhido individualmente pelo usuário). Mais ainda, dados com o clima também são mostrados no display. Aqui também o motorista e o passageiro da frente podem selecionar os níveis e as informações através de gestos. Não é preciso dizer que a tela também pode ser operada diretamente por toques ou varredura dos dedos.

• Active Info Display: O instrumento digital tem a forma clássica de um tubo.  Todos os instrumentos são configurados virtualmente através de software. Apenas as lâmpadas indicadoras na parte superior do display continuam sendo apresentadas fisicamente. As informações de navegação também podem ser mostradas aqui em 2D ou 3D. O mostrador tem 12,3 polegadas. A resolução de 1.440 x 540 pixels permite a apresentação de gráficos interativos de alta qualidade e precisão em todos os detalhes. Diferentes formas de interação e gráficos são atribuídos para funções básicas individuais.

Os gráficos mudam, por exemplo, dependendo do modo de condução selecionado (“E-Mode” ou “GTE”, por exemplo). Informações como as das funções de direção, navegação e assistência também podem ser integrada na área dos gráficos como desejado. O motorista também pode transferir dados mostrados na tela de toque (como fotos dos contatos do telefone ou capas de CDs) para o Active Info Display.

Controle de climatização via tela: Uma faixa horizontal de alumínio escovado, que corre através de toda a largura do interior, e elementos adicionais com disposição horizontal e iluminação ambiente refinam a área abaixo do sistema de infotainment e o Active Info Display. Como no sistema de infotainment, uma tela é usada para controlar a climatização, inclusive os bancos climatizados.

No lado esquerdo das superfícies do console central, ergonomicamente ajustadas para o motorista, fica a alavanca seletora do câmbio DSG de seis velocidades com trocas controladas eletronicamente. Como um joystick, ele fica sempre na posição central. Um rápido clique ativa os modos “R”, “N” e “D”. Um botão separado, integrado à alavanca, é usado para trocar para a posição “P”. O seletor de perfis de condução para as quatro opções (“Onroad”, “Offroad”, “Sport” e “Snow” também pode ser posicionado para fácil acesso pelo motorista no lado esquerdo (atrás da alavanca do câmbio).

O desenho high-tech do seletor do perfil de condução com elementos em “tubos de luz” (transparentes, com luz de LEDs) e um display HD se identifica totalmente com a avançada aparência geral do interior.  No meio (entre a alavanca do câmbio, o seletor de perfis e os suportes para copos) ficam os interruptores pretos para acionar o “ESC”, “E-Mode” e, em separado, em alumínio, “start/stop engine”. Dois porta-copos ficam posicionados à direita da alavanca seletora do DSG, facilmente acessíveis. Quando não são usados, eles são cobertos por uma aba Preto Piano.

Teto solar panorâmico de vidro: Há mais um console, acima do console central, na área do teto: os botões de toque ali presentes controlam o teto solar panorâmico, uma persiana correspondente e as funções da iluminação interna.

Cinco assentos e assoalho de carga nivelado: O sistema de bancos é elegantemente forrado de napa em duas cores. A escura, “Ink Blue”, cria um efeito de concha e reforça assim o impactante formato dos bancos. Os assentos esportivos com contornos confortáveis proporcionam excelente apoio e impressionante conforto em longos percursos. Os painéis centrais dos bancos são de couro perfurado. Este padrão cria uma ligação visual com as coberturas de alumínio dos alto-falantes das portas. O banco traseiro (com três lugares) pode ser rebatido em 1/3 ou 2/3, criando uma área de carga contínua. Como na frente, na traseira a temperatura interna também pode ser controlada através de uma tela de toque no console central.

Entretenimento na traseira: Suportes para tabletes foram incorporados aos apoios de cabeças dos bancos traseiros. O aplicativo “Media Control” da Volkswagen permite que os tabletes acessem várias funções do sistema de informação e entretenimento via Wi-Fi. As funções que podem ser controladas incluem o rádio, todas as fontes de mídia e navegação.

Sistema de tração

Um carro, todos os tipos de tração: O design do Cross Coupe GTE é baseado na arquitetura modular transversal (MQB) desenvolvida pela Volkswagen. Esta plataforma é uma das mais inovadoras do mundo, permitindo à Volkswagen não só oferecer um modelo com propulsão convencional (motores a gasolina ou diesel) como também construir híbridos plug-in, carros movidos a gás natural ou veículos com emissão zero (movimentados apenas por eletricidade ou com células de hidrogênio). Isto significa que o Cross Coupe GTE, também pode ser produzido com qualquer tipo imaginável de propulsão.

3.6 FSI e dois motores elétricos: O SUV conceitual é movimentado por um motor V6 a gasolina de 3.6 litros e dois motores elétricos. O motor de seis cilindros com injeção direta (FSI) gera 280 cv de potência e torque máximo de 350 Nm. Os dois motores elétricos geram 40 kW/54,4 cv e 220 Nm (na frente) e 85 kW/115 cv e 270 Nm (atrás). Eles são alimentados por uma bateria de íons de lítio compacta alojada no túnel central, com 14.1 kWh de capacidade. A potência total do sistema chega a 360 cv. Com toda esta força, o Cross Coupe GTE, que tem velocidade máxima de 209 km/h, acelera até 100 km/h em apenas 6 segundos.

Perfis de condução: Os seguintes modos de condução estão disponíveis no Cross Coupe GTE: “Onroad” (com os sub-modos “Comfort” e “Eco”), “Offroad” (com “Rocks”, “Sludge & Sand” [lama e areia] e “Gravel” [cascalho]), “Sport” e “Snow” (neve). Os perfis modificam a regulagem do SUV.

Modos de condução: O Cross Coupe GTE pode ser usado em cinco modos de condução diferentes, de uso intuitivo: “E-Mode”, “GTE”, “Hybrid”, “Offroad” e “Battery Hold / Battery Charge”.

“E-Mode”: Graças à bateria de íons de lítio no túnel central, o Cross Coupe GTE pode rodar uma distância de até 32 quilômetros movido apenas por eletricidade. No modo “E”, que é ativado pela pressão de um botão, o veículo é movimentado apenas pelo motor traseiro de 85 kW/115 cv. No modo totalmente elétrico, o motor V6 FSI é desconectado por uma embreagem de desacoplamento e desligado. Assim que for necessário religar o motor de seis cilindros, devido à queda de carga da bateria ou outros parâmetros, ele se integra suavemente de volta ao trem de força, numa fração de segundo.

Uma bateria de íons de lítio, com capacidade de 14,1 kWh, fornece energia para os motores elétricos. Um sistema eletrônico localizado no compartimento dianteiro do motor gerencia o fluxo de alta voltagem da eletricidade da bateria e para ela e para os motores elétricos. O sistema elétrico de 12 volts é alimentado por um conversor DC/DC. A bateria é carregada através de fonte externa ou durante a condução.

“Hybrid”: O carro conceito sempre começa a funcionar no modo híbrido. O Cross Coupe GTE, por isso, é um híbrido completo clássico, que carrega a bateria por frenagem regenerativa e usa automaticamente os motores FSI e/ou elétrico dependendo da situação. Neste modo, o nível de carga da bateria é mantido constante. O motorista pode também intervir ativamente através da função battery hold.

• “Coasting: Assim que o motorista tira o pé do acelerador, se a bateria estiver suficientemente carregada, os motores a gasolina e elétricos são desligados e desacoplados do trem de força. Isto é chamado em inglês de “coasting” (rolagem) e também não gera emissões.

• “Recuperation Mode”: Se o motorista retirar o pé do acelerador ou frear quando a bateria não estiver suficientemente carregada, os dois motores elétricos funcionam como geradores, alimentando a bateria de íons de lítio com a energia gerada na frenagem. Neste caso, também, o motor a gasolina é desligado e desacoplado.

• Guiando com o FSI: Quando apenas o motor a gasolina movimenta o veículo, o carro conceito se comporta como um veículo com tração unicamente dianteira. Graças à eficiente tecnologia do motor seis cilindros com injeção direta, o Cross Coupe GTE continua sendo muito econômico.

“GTE”: O motorista pode usar o botão GTE para ativar o lado particularmente ágil deste carro conceito. Neste modo, o acelerador e as características da transmissão e direção ficam ainda mais esportivas. Além disso, os motores FSI e elétricos passam a trabalhar juntos no modo GTE Mode em situações de “boosting” (reforço) para obter toda a força do sistema e o máximo de torque.

“Offroad”: Não é preciso dizer que o modo “Offroad” é especialmente importante para um utilitário esportivo. Assim que o motorista ativa este modo, todas as quatro rodas passam a movimentar o carro. Nesse caso, quando o nível de carga da bateria estiver baixo, o motor elétrico dianteiro é empregado exclusivamente como gerador, movimentado pelo motor V6 FSI para alimentar o outro motor elétrico, no eixo traseiro.  Como a força é conduzida para o eixo traseiro por fios e não mecanicamente, chamamos este procedimento de "eixo cardã elétrico". Graças ao motor FSI movimentar o motor elétrico traseiro através do motor elétrico dianteiro no modo off-road, a tração integral é disponibilizada mesmo quando a bateria estiver com pouca carga. Isto significa que o Cross Coupe SUV tem capacidade off-road com tração integral mesmo sendo um híbrido plug-in.

“Battery Charge / Battery Hold”: O duplo modo “Battery Hold” (carga da bateria é mantida constante) e “Battery Charge” (a bateria é carregada com o carro em uso) ativado através de um sub-menu no sistema de infotainment. Ele serve para trafegar deliberadamente em modo totalmente elétrico (“E-Mode”), por exemplo, quando o carro chega a uma área urbana, sem produzir emissões.



12/01/2015

VOLKSWAGEN CROSS COUPE GTE, UMA NOVA LINGUAGEM DE DESIGN PARA OS EUA