VOLKSWAGEN SAVEIRO CROSS

2015 - VOLKSWAGEN SAVEIRO CROSS

VOLKSWAGEN SAVEIRO CROSS imagens e fotos de carros

A Volkswagen Saveiro chega à linha 2015 para assumir o posto de picape compacta com mais recursos de segurança no mercado nacional. O modelo passa a contar, de série, em todas as suas configurações com um novo sistema de freio, com discos nas quatro rodas. Já a Saveiro Cross, além de receber o novo motor 1.6l MSI, passa a contar – também como item de série – com controle eletrônico de estabilidade (ESC), sistema de freios ABS com função off-road, sistema de assistência à frenagem (BAS), controle de tração (ASR) e assistente para partida em subida (HSA) – itens inéditos na categoria.

Outra novidade é que a Saveiro 2015 passa a oferecer ao cliente controlador de velocidade de cruzeiro (piloto automático). Assim como os demais modelos 2015, a Saveiro passa a utilizar a nomenclatura global de comerciais leves da Volkswagen. Agora são três versões: Startline (Cabine Simples e motor 1.6l MSI de até 104 cv), Trendline (Cabine Simples e Cabine Estendida e motor 1.6l MSI) e Cross (Cabine Estendida e o novo motor 1.6l MSI de até 120 cv).

A Saveiro recebeu novos equipamentos, tornando mais fácil para o consumidor configurar a picape da forma que melhor atende às suas necessidades. Com isso, a Saveiro 2015 conta com 6 opcionais na versão de entrada, 8 opções no modelo intermediário e dois opcionais na versão Cross.

A linha 2015 da Saveiro passa a contar, ainda, com quatro novas cores: Prata Lunar, Azul Night, Vermelho Ópera e Laranja Canyon.

Novo motor 1.6l MSI

Produzido em São Carlos, no interior de São Paulo, o motor EA211 foi desenvolvido segundo critérios de maior eficiência energética e maior performance. Por isso optou-se pela configuração de quatro cilindros e 16 válvulas (4 válvulas por cilindro).

Com 1.598 cm³ de cilindrada e instalado em posição transversal na Saveiro Cross, o novo motor 1.6l MSI utiliza o sistema de partida a frio que dispensa a utilização do tanque auxiliar para gasolina.

Com a tecnologia Total Flex, ele é capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. Sua potência máxima é de 120 cv (88 kW) a 5.750 rpm, quando abastecido com etanol (E100), e de 110 cv (81 kW) à mesma rotação, com gasolina (E22). O torque máximo é de 16,8 kgfm com etanol e 15,8 kgfm com gasolina, ambos a 4.000 rpm.

O novo motor 1.6l MSI possui bloco e cabeçote feitos de alumínio, o que colabora para reduzir o peso do conjunto. O cabeçote do novo motor 1.6l MSI possui comando de admissão variável e coletor de escape integrado, formando uma peça única, com refrigeração líquida.

Outra solução inovadora adotada no novo motor 1.6l MSI é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote – o sistema utiliza duas válvulas termostáticas.

Para todos os públicos

Startline


Nova versão de entrada, voltada ao trabalho, a Saveiro Startline (oferecida na configuração Cabine simples e com o motor 1.6l MSI de até 104 cv) sai de fábrica equipada com antena de teto, preparação para som, travas das portas e vidros com acionamento manual e novo revestimento para os bancos – Tear Youth Preto. Entre os oito opcionais disponíveis, destaque para o novo pacote “Work”, que traz santantônio com aerofólio incorporado, grade de proteção da janela traseira, iluminação da caçamba, entre outros.

Trendline

Versão intermediária, a Saveiro Trendline (disponível nas configurações Cabine Simples e Cabine Estendida e com o motor 1.6l MSI de até 104 cv) é voltada para o uso misto, ou seja, um veículo robusto para o trabalho, mas também com equipamentos valorizados pelos clientes, que utilizam a picape para o lazer, como direção hidráulica, vidros com acionamento elétrico e travamento central. A Saveiro Trendline traz também um novo revestimento para os bancos – Tear Snug Cinza.

Um novo opcional para o modelo intermediário é o kit “Active”, que é composto por capas dos retrovisores e maçanetas das portas pintadas na cor da carroceira, sensor de estacionamento, faróis duplos, faróis e lanterna de neblina, iluminação da caçamba, entre outros.

Cross

Já a Saveiro Cross, topo de linha, é a versão que mais traz novidades na linha 2015 da picape. Além de receber o novo motor 1.6l MSI de até 120 cv e uma série de recursos tecnológicos, o utilitário com apelo aventureiro (disponível sempre com a Cabine Estendida) recebe o rádio CD Player Double DIN com sistema Bluetooth e entradas SD-card e USB, volante multifuncional de couro (com controles dos sistemas de som e telefonia) e bolso porta-objetos nas laterais internas dos bancos.

Entre os opcionais da Saveiro Cross, o módulo “Interativo” é a novidade. Com esse kit, a picape recebe controlador de velocidade de cruzeiro, retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular (luminosidade). Outra estreia é o revestimento dos bancos em Native com a cor “Palladium”.

Alta tecnologia para todos os terrenos

Controle de estabilidade (ESC)


A Saveiro Cross 2015 oferece a maior relação de itens tecnológicos da categoria, tanto voltados à segurança quanto ao desempenho e facilidade de operação. Além de receber de série freios a disco nas quatro rodas, aperfeiçoamento que confere ao veículo uma maior eficiência dos sistemas de freios, reduzindo as distâncias de parada do veículo em todas as situações de frenagem, o utilitário traz o sistema de controle eletrônico de estabilidade (ESC).

A função do ESC é evitar a perda de estabilidade direcional em curvas ou mudanças repentinas de direção. Sempre que detecta que o veículo saiu da trajetória determinada pelo volante, o ESC atua no torque do  motor, que é desacelerado, e nos freios, que são acionados individualmente (e de forma automática) para trazer o veículo para a trajetória desejada.

ABS off-road

Outra inovação são os freios ABS com função off-road, que otimizam o desempenho dos freios em estradas não pavimentadas, uma exclusividade (que estreou na Amarok) chega ao segmento das pick-ups compactas. Ativado pelo botão off-road no painel, o software de controle do ABS e do ESC provoca um curto travamento da roda, criando uma “pequena cunha”, com o material do piso, à frente do pneu, o que ajuda a reduzir o espaço de frenagem nestas condições de piso.

Além disso, esse sistema ABS conta com o EBD, o EBD distribui eletronicamente a força de frenagem entre os eixos traseiro e dianteiro, proporcionando uma ótima distribuição da força de frenagem entre os eixos, garantindo a estabilidade e eficiência durante a frenagem. A Saveiro está equipada também com o sistema MSR, que evita o escorregamento das rodas em pisos de baixo atrito devido ao efeito do freio-motor.

O BAS, uma função adicional do sistema ESC, é outro recurso que estreia no segmento com a Saveiro Cross 2015. Esse sistema atua em frenagens de emergência. O módulo do ABS e do ESC reconhece, por meio da velocidade e força de acionamento do pedal de freio, que se trata de uma condição de frenagem de emergência. Neste momento, o sistema aumenta a pressão no circuito hidráulico e a força de atuação das pinças de freio, buscando a condição ideal de funcionamento do ABS para reduzir o espaço de frenagem.

Já o Controle de tração (ASR) reduz o escorregamento das rodas durante a aceleração ou quando o veículo começa a destracionar, em curvas acentuadas ou quando as rodas estão em contato com pisos de atrito diferentes entre si.

Bloqueio do diferencial e assistente em rampas

Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial (EDL) aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo.

Além disso, o Assistente para partida em rampa (HSA) é um recurso que garante grande facilidade no dia a dia, especialmente quando a Saveiro Cross estiver carregada. Isso porque esse mecanismo impede que, durante o arranque em aclives acima de 5%, o veículo recue se o condutor soltar o pedal de freio, proporcionando maior conforto e segurança para os ocupantes.

Os freios são mantidos acionados automaticamente por cerca de 2 segundos após o motorista tirar o pé do pedal de freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo que o motorista possa arrancar com tranquilidade e segurança.