10/07/2019 - MASERATI INDY: CELEBRANDO OS 50 ANOS DE UM ESPORTIVO LENDÁRIO

A marca italiana do tridente celebrou há alguns dias o 50º aniversário do lançamento de seu emblemático modelo, o Maserati Indy, um esportivo de alto desempenho que chegou no final da década de 60 para atender às demandas de seus clientes que buscavam um carro cômodo, mas muito esportivo para ser conduzido pelas estradas.

O primeiro Maserati Indy chegou em 1969, quando o mesmo importador da marca italiana, Maserati Martinelli, enviou o carro, que era pintado na cor Oro Metallizzato e com interiores acabados em couro marrom até a Suíça, onde um empresário seria o primeiro dono deste espetacular modelo.

Sua construção chegou para complementar a linha de modelos oferecida pelo fabricante italiano, que na época era composta pelo Ghibli, Mexico, Mistral, Quattroporte e Sebring, cobrindo 43% do mercado no segmento de mais de 3500 cc, mas os clientes ainda queriam mais.

Foi assim que a marca do tridente criou o projeto AM116 (Alfieri Maserati 116), encomendando o design à Carrozzeri Vignale, mas como única premissa de que deveria ser um coupe de 4 lugares, de alto desempenho e com um design amplamente inovador.

Depois de algum tempo de trabalho foi apresentado o Maserati Indy Coupe, um veículo muito inovador que no exterior mostrava uma carroceria com amplas áreas de vidro que proporcionavam uma visibilidade imbatível, já que quase não tinha pontos cegos graças às pequenas colunas que separavam as janelas das portas e o vidro vigia traseiro.

Na parte frontal, os faróis retráteis sobressaíam no enorme capô que escondia um motor V8 de 4.1 litros com 4 carburadores Weber 42 DCNF e ignição de transistores com bateria e distribuidor. Este conjunto oferecia uma potência final de 260 cv de força, acoplado a uma transmissão manual de 5 velocidades ou opcionalmente uma automática de 3 relações.

Com todos estes números e um peso bruto final de apenas 1.500 quilos, o primeiro Maserati Indy era capaz de alcançar uma velocidade máxima de 250 km/h, embora nos anos seguintes o fabricante italiano apresentasse duas versões novas, equipadas com motores de 4.7 e 4.9 litros com 290 e 300 cv respectivamente, que podiam encostar nos 280 km/h.

No total a Maserati produziu 1.102 veículos do modelo entre 1969 e 1975, entre eles um especial construído na medida para o Xá da Pérsia, que em 1974 encomendou o carro pessoalmente na fábrica de Modena, com um equipamento específico que incluía um vidro no teto que podia ser aberto. Este carro ainda existe e atualmente faz parte de uma exclusiva coleção privada de carros.

Cabe destacar que o nome deste veículo foi escolhido como uma homenagem pelas vitórias conseguidas pela marca italiana com seu Maserati 8CTF na corrida Indy 500 nos anos de 1939 e 1940.

Confira as Fotos