Notícia

10/07/2018 - VOLVO PENTA APRESENTA TECNOLOGIA PARA ATRACAGEM AUTÔNOMA

VOLVO PENTA APRESENTA TECNOLOGIA PARA ATRACAGEM AUTÔNOMA Imagens e fotos de carro

Para facilitar a atracagem, uma das manobras mais desafiadoras da navegação, a Volvo Penta desenvolveu um sistema de ‘self-docking’, que auxilia os barcos a atracarem sozinhos. O lançamento comercial está previsto para 2020.

A nova tecnologia self-docking da Volvo Penta representa o que há de mais avançado no iatismo moderno. Dentro da filosofia da marca de tornar a navegação mais vez mais simples e segura, o novo sistema foi apresentado ao vivo durante a parada da Volvo Ocean Race, em Gotemburgo, na Suécia, em junho. Um barco de 68 pés entrou em espaço extremamente apertado entre dois veleiros de 65 pés da regata.

No centro dessa tecnologia está o sistema Inboard Performance System (IPS) Volvo Penta, um sistema completo de propulsão, integrando pilotagem, motor e hélices. Com inúmeros sensores e a capacidade de processamento de navegação avançada, o IPS consegue um posicionamento preciso, mesmo em atracadouros apertados, com mudanças de vento e condições difíceis do mar. Mesmo em marinas congestionadas, o sistema ajuda o barco a entrar e sair das docas de forma fácil e segura, em modo automático.

A capacidade de atracagem automática é proporcionada pelo sistema embarcado de controle de embarcação (Electronic Vessel Control - EVC), que realiza cálculos relativos à direção e potência de propulsão tendo como base a posição real da embarcação e sensores posicionados na doca pretendida.

Atracar com facilidade

“Atracar é uma das manobras mais desafiadoras na pilotagem de barcos. Um erro na manobra pode ter consequências graves”, diz Björn Ingemanson, Presidente da Volvo Penta. “Nosso sistema IPS já deu grandes passos para facilitar essa manobra. Agora, com a atracagem autônoma, damos mais um salto importante. Os sensores e computadores de bordo reagem em milissegundos às mudanças nas condições de vento e mar, ajustando a potência à direção do propulsor IPS, mantendo o barco no curso certo até concluir a manobra”, completa.

Como funciona

O processo automatizado de atracagem envolve três fases distintas: na primeira, à medida que o barco se aproxima da doca, o sistema reconhece ter entrado em uma ‘zona de captura’ e envia um sinal para o capitão informando estar pronto para atracar. Depois de o capitão ativar a função de auto-atracagem, o barco, auxiliado por GPS, é automaticamente levado a uma posição ‘pronto para atracar’. Em seguida, o sistema usa uma combinação de GPS e sensores, tanto os posicionados a bordo quanto os sensores da doca de destino, para automaticamente levar o barco a uma atracagem segura.

“Há muito tempo temos a ambição de tornar a atracação cada vez mais fácil,” comenta Johan Inden, diretor de tecnologia da Volvo Penta. “Demos o primeiro passo em 2006, com o lançamento de nossa tecnologia de atracagem por joystick. Em seguida, introduzimos o sistema dinâmico de posicionamento (Dynamic Positioning System), que mantém automaticamente a direção e posição do barco, mesmo em condições de fortes ventos ou correntes - ideal ao se preparar para atracar. Agora estamos dando mais um passo, ao permitir que o barco atraque sozinho. Com nosso conceito de atracagem fácil, buscamos atrair mais pessoas para aproveitar a experiência da navegação.”

Upgrade para barcos equipados com Volvo Penta IPS

Estará disponível uma versão ‘retrofit’ do IPS, que pode oferecer um upgrade para muitas embarcações contarem com o sistema de auto-atracagem.

Inicialmente a tecnologia atenderá proprietários que possam instalar o sistema em suas docas particulares. A longo prazo, acredita-se que essa ferramenta também possa atender portos e marinas, permitindo que barcos equipados com IPS - e que tenham o sistema instalado - atraquem em completa segurança e total precisão. Outra possibilidade para a tecnologia de auto-atracagem é sua integração com o aplicativo Easy Connect da Volvo Penta. Com ele, o usuário poderá conferir se a marina mais próxima está equipada com a tecnologia de auto-atracagem e, até mesmo, reservar um espaço para atracar.

Capitães continuam fundamentais para a segurança

A segurança é um fator fundamental no contínuo desenvolvimento do sistema de atracagem da Volvo Penta. Mas, mesmo com sensores de alta tecnologia e precisão, a exemplo dos automóveis autônomos, o capitão precisa estar no timão durante todo o processo de atracagem, pronto para intervir, se necessário.


Autor: PlanetCarsZ